Como a frenagem recarrega as baterias de um carro elétrico?

Escrito por david kennedy | Traduzido por allan magalhães
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como a frenagem recarrega as baterias de um carro elétrico?
Veículos híbridos possuem vários sistemas inovadores que os tornam diferentes dos veículos convencionais (Thinkstock/Comstock/Getty Images)

Veículos híbridos verdadeiros possuem vários sistemas inovadores que os tornam diferentes dos veículos convencionais. O desligamento quando está parado, assistência de força, tração exclusivamente elétrica e frenagem regenerativa são alguns dos exemplos. A frenagem regenerativa é um sistema que captura parte da energia que seria perdida quando o veículo reduz a velocidade e a armazena em uma bateria para uso posterior. Isso dá ao veículo elétrico uma maior economia de combustível e eficiência. Algumas montadoras tentam converter veículos tradicionais em híbridos, mas a tecnologia de frenagem regenerativa pode não apresentar vantagens nesse caso.

Outras pessoas estão lendo

Propósito

Quando a energia é transferia do motor para os pneus, ocorrem perdas em todas as partes móveis devido à fricção. Isso significa que 100% da energia gerada pelo motor nunca chegará aos pneus. O mesmo ocorre com os freios. Para parar o veículo, as pastilhas de freio aplicam fricção aos pneus, convertendo energia em calor. A taxa de eficiência de um veículo é baseada nessa perda de energia. Os veículos híbridos são capazes de armazenar parte da energia perdida durante a frenagem, e por isso, possuem uma maior taxa de eficiência quando comparados aos veículos convencionais.

Carregamento

Veículos híbridos possuem um motor de combustão interna e um motor elétrico. O importante para a frenagem regenerativa é o elétrico. Nela, o sistema de freio transforma a força das rodas em torque para o eixo do motor elétrico. Os imãs no rotor ou eixo percorrem as bobinas elétricas do estator. A movimentação sobre os campos magnéticos produz eletricidade, que em seguida é transformada em energia que pode recarregar a bateria de um veículo elétrico ou híbrido.

Eficiência

Embora a frenagem regenerativa possa capturar a energia do sistema de freios, a quantidade capturada varia de acordo com o modelo do veículo. Por exemplo, a frenagem regenerativa de veículos com tração exclusivamente dianteira poderá capturar apenas a energia das rodas dianteiras. Para que a energia das rodas traseiras seja captada, elas precisariam estar conectadas ao motor elétrico.

Economia de combustível

Veículos híbridos e elétricos usam a frenagem regenerativa para aumentar a economia de combustível e eficiência. O aumento na economia de combustível depende do tamanho e voltagem do motor e das baterias. Um motor maior que opera com alta voltagem pode capturar a energia da frenagem. Além disso, baterias com alta capacidade energética permitem o armazenamento da eletricidade para uso posterior. Os veículos que não atingem esses requisitos ainda podem ter frenagem regenerativa, mas não terão a economia de combustível melhorada.

Autonomia

Um dos pontos negativos de se ter um veículo elétrico é a autonomia. As baterias não conseguem levar um veículo tão longe quanto um tanque de combustível. Porém, através da frenagem regenerativa, parte da energia é capturada e colocada de volta na bateria; isso significa que o veículo poderá ir mais longe. Esse sistema é essencial no aumento da eficiência dos veículos elétricos.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível