Hipercalemia canina

Escrito por jennifer gittins | Traduzido por giovana moretti
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Hipercalemia canina
Qualquer cão pode desenvolver hipercalemia canina (Dog image by BlueMiniu from Fotolia.com)

De acordo com o website Healthline.com, a hipercalemia é uma condição que ocorre quando os níveis de potássio se elevam. Essa é uma condição séria — que é, frequentemente, um efeito colateral de um problema de saúde primário — e exige tratamento médico imediato, pois pode levar a problemas de saúde mais sérios e, em alguns casos, à morte. Cães que demonstrem sintomas de qualquer tipo de doença devem ser levados ao veterinário para cuidado médico imediato.

Outras pessoas estão lendo

Causas

A hipercalemia canina pode ocorrer por algumas poucas e diferentes razões. Para alguns cães, o nível elevado de potássio ocorre devido à falência renal. Isso acontece porque os rins não conseguem mais filtrar os minerais e vitaminas em excesso, inclusive o potássio. Alguns cães desenvolvem a hipercalemia devido a um bloqueio do trato urinário, em que o corpo está fisicamente incapaz de se livrar de acúmulos excessivos. Além disso, outros cães podem desenvolver a hipercalemia devido a uma diminuição do potássio excretado pelos rins; ao passo que problemas hormonais, como o hipoaldosteronismo e o hipoadrenocorticismo, também podem causar a hipercalemia canina.

Sintomas

A hipercalemia pode ser considerada tanto como uma condição de saúde quanto como um próprio sintoma; então, é extremamente difícil reconhecê-la sem fazer exames. Com frequência, os sintomas percebidos pelos donos ou pelos veterinários são os de um problema de saúde primário, como falência dos rins ou obstrução do trato urinário. Isso pode significar que o cão com falência no rim está apresentando problemas como aumento da sede, aumento da urina, vômito e diarreia. Entretanto, a obstrução urinária pode significar que o cão simplesmente não está conseguindo urinar.

Diagnóstico

Uma vez que a hipercalemia pode ser considerada um sintoma ao invés de uma doença, ela será identificada durante exames para outros problemas de saúde. Com frequência, o cão será levado ao veterinário por outro problema de saúde suspeito, como bloqueio urinário ou falência de rins. O cão passará por uma exame físico e vários testes, incluindo análise de urina e exames de sangue. Ambos os testes podem ajudar o veterinário a reconhecer o problema de saúde primário do cão, bem como quaisquer outras condições que possam estar ocorrendo, como a hipercalemia.

Tratamento

Para a maioria dos cães, tratar o problema de saúde primário também resolverá a hipercalemia. Por exemplo, se o cão estiver sofrendo de uma obstrução no trato urinário, e essa obstrução for resolvida, o corpo vai liberar naturalmente o excesso de potássio, permitindo que os níveis da substância voltem ao normal. Infelizmente, em alguns casos, a hipercalemia pode ser tão severa que pode levar à arritmia cardíaca. Portanto, é sempre importante buscar todos os tratamentos necessários para que seu cão continue saudável.

Prognóstico

O prognóstico para um cão que sofra de hipercalemia pode variar bastante. Uma vez que a hipercalemia pode estar ocorrendo em conjunto com problemas de saúde mais sérios, como a falência dos rins, o prognóstico pode não ser ideal. Porém, se a hipercalemia estiver presente com uma condição mais tratável, como a obstrução do trato urinário, o prognóstico pode ser mais favorável. Resumindo, o prognóstico sempre vai depender do caso particular do cão.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível