A história do cetim

Escrito por tucker cummings | Traduzido por joão victor muzzeti
A história do cetim
Roupas de cama de cetim trazem um ar de requinte ao aposento (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

O cetim é um tecido de luxo valorizado há séculos. Ao longo dos anos, ele foi usado para a confecção de roupas, roupas de cama, vestidos de noiva, sapatos de balé, lingeries e até mesmo forro para uniformes esportivos. Sua história se estende desde o Extremo Oriente até o mundo ocidental moderno.

O que é o cetim?

O cetim é um tipo de tecido apreciado pela sua textura suave. A parte da frente do tecido é lisa e brilhante, ao passo que a parte de trás é monótona e fosca. Originalmente formado pela tecelagem da fibra de seda, o cetim moderno pode ser feito por meio de fibras de seda, poliéster ou raiom. O acetinado, um tecido semelhante, é feito a partir de fibras de algodão.

Origem chinesa

O termo cetim originou-se na Idade Média, e foi usado pela primeira vez para descrever um tipo de seda luxuosa e pesada, também conhecida como samito. A palavra cetim vem do nome de uma cidade portuária chinesa: Zaitun, agora conhecida como Quanzhou. Artistas têxteis chineses criaram por muito tempo um belo cetim usado em túnicas.

O papel nas negociações

O cetim foi um dos muitos itens exóticos negociados entre a China, o mundo árabe e a Europa Ocidental durante a Idade Média, promovendo o aumento do fluxo de comércio e de informações entre essas áreas. O tecido foi disponibilizado primeiramente na Itália, durante o século 12. Por volta do século 14, o tecido foi amplamente disponibilizado em toda a Europa, mas era mais utilizado pela nobreza devido ao seu alto custo.

Usos históricos

O cetim foi usado para cobrir móveis finos, como o mobiliário ornamentado de Versalhes e muitas peças vitorianas. O tecido sempre foi altamente valorizado em roupas usadas pela realiza e membros do alto escalão da Igreja Católica. Além disso, ele foi usado por bailarinas durante muitos anos em sapatilhas de balé e sapatilhas de ponta.

Usos modernos e tipos de cetim

Atualmente, o cetim é comumente usado em lingeries, estofados, roupas de cama, vestuários formais e forros de jaquetas. Dentre os tipos disponíveis, incluem-se o cetim crepe, feito a partir de fios de crepe, bem como o cetim de estilo antigo, que é acompanhado por rendas. Há também um tipo de cetim utilizado para calçados e, por fim, o cetim duchesse, utilizado em vestidos de noiva e outras roupas formais.

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível