A história da transmissão manual

Escrito por mike parker | Traduzido por philipe oliveira
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
A história da transmissão manual
Câmbio manual (gear stick image by Jenny Thompson from Fotolia.com)

A finalidade da transmissão de um automóvel é transferir a energia fornecida pelo motor para as rodas por meio de um eixo de acionamento ou semi-eixos. Engrenagens diferentes na transmissão permitem diferentes níveis de torque a serem aplicados para as rodas, dependendo da velocidade a que o veículo se desloca. A fim de alterar o nível de torque das engrenagens na transmissão, é necessário efetuar um deslocamento manualmente ou automaticamente. No início da industria automobilística todas as transmissões eram manuais.

Outras pessoas estão lendo

História

Os inventores franceses Louis-René Panhard e Emile Levassor são consagrados como desenvolvedores da primeira transmissão manual moderna. Eles demonstraram a sua transmissão de três velocidades em 1894 e o projeto básico ainda é o ponto de partida para transmissões manuais mais contemporâneas.

Melhorando o design

Panhard e Levassor utilizaram uma unidade de corrente na sua transmissão original. Em 1898 a montadora Louis Renault usou seu design básico, mas substituiu um eixo de acionamento para a corrente de transmissão e acrescentou um eixo diferencial para as rodas traseiras para melhorar o desempenho da transmissão manual.

Linha do tempo

Até o início do século 20 a maioria dos carros fabricados nos Estados Unidos apresentou uma transmissão manual não-sincronizada baseada no desenho Panhard / Levassor / Renault. A próxima grande inovação ocorreu em 1928, quando Cadillac introduziu a transmissão manual sincronizada, o que reduziu significativamente os ruídos e fez a troca de marchas mais suave e mais fácil.

Tipos

As transmissões manuais foram o padrão na maioria dos veículos na primeira metade do século 20, mas as transmissões automáticas estavam sendo desenvolvidos já em 1904. A General Motors introduziu a transmissão automática de embreagem sob a marca, Hydra-Matic, em 1938, a primeira transmissão realmente totalmente automática não apareceu até 1948, com a transmissão Dynaflow da Buick.

Geografia

Os americanos tendem a preferir transmissão automática em seus veículos, enquanto na Europa Ocidental é - e deve permanecer sendo - o maior mercado para transmissões manuais até 2014. A Europa Oriental e Ásia também são grandes mercados para a transmissão manual, embora o Japão parece estar começando preferir mais as transmissões automáticas. Nos Estados Unidos, carros com transmissões manuais são encontradas mais nos estados do Norte do que nos estados do Sul. Supõe-se que as transmissões manuais dão um melhor controle em estradas geladas e são, portanto, mais úteis no Norte, onde os invernos são mais rigorosos.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível