Informações sobre as glândulas salivares caninas

Escrito por cindi pearce | Traduzido por ana carolina fernandes
Informações sobre as glândulas salivares caninas
As raças spaniel e poodle são particularmente vulneráveis aos problemas nas glândulas salivares (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

As glândulas salivares de um cão podem ficar obstruídas por bactérias ou por corpos estranhos que o cão tenha ingerido. Caso seu cão tenha uma obstrução bacteriana ou engoliu um objeto, perderá o apetite. Ele também pode vomitar e desenvolver uma febre. Os cães não são afetados por distúrbios da glândula salivar com tanta frequência quanto os gatos, mas certas raças de cães, como poodles e spaniel, são suscetíveis à doença. Os cães que apresentam problemas de glândulas salivares têm geralmente de 10 a 12 anos de idade.

Saliva

As glândulas salivares produzem a saliva. A saliva deságua na boca através de dutos, que são aberturas. Os cães e os seres humanos precisam da saliva porque ela ajuda na mastigação e deglutição, além de manter a boca úmida. A saliva contém anticorpos que limpam a boca e matam os germes.

Problemas

Problemas podem ocorrer quando um dos dutos é obstruído, causando a acumulação de saliva. Uma bolsa irá se formar. Se isso não for tratado, a bolsa pode mover-se para o pescoço do cão. Isso não representa um sério risco à saúde, mas pode ter uma aparência estranha. Alguns cães tendem a coletar saliva sob a língua. Isso faz com que ela seja movida de um lado para o outro.

Cistos

Às vezes, são formados cistos na glândula salivar do cão. Esse tipo de cisto é chamado de mucocele ou sialocele. A lesão desenvolve-se nos tecidos que envolvem a glândula salivar canina. O cisto, então, se enche de líquido, o que é chamado de saliva mucoide. O cão pode começar a tossir, pois as grandes glândulas colocam pressão sobre sua traqueia ou laringe. Os cães também podem sofrer de infecções nas glândulas salivares, e a glândula parótida perto da orelha pode inchar quando a coleira do cão está muito apertada.

Tumores

Quando aparece um tumor na glândula salivar, ele é resultado de um crescimento atípico na glândula, que se difundiu para outra parte do corpo do cão. Os tumores nas glândulas salivares mais comuns nos cães incluem carcinomas como o mucoepidermoide, o carcinoma de células escamosas e o carcinoma complexo. Os olhos do cão podem se projetar, caso ele desenvolva esse tipo de tumor. Ele também pode não comer nada e perder peso. Além disso, os gânglios linfáticos do cão podem sofrer inchaço.

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível