Inovações tecnológicas que mudaram a arqueologia na história antiga

Escrito por scott thompson | Traduzido por julio vizo
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Inovações tecnológicas que mudaram a arqueologia na história antiga
Evidências de antigas mudanças tecnológicas podem ser encontradas em escavações arqueológicas (Photos.com/Photos.com/Getty Images)

Os arqueólogos foram capazes de categorizar a antiga história da humanidade em várias fases distintas com base no tipo de tecnologia encontrada nos registros arqueológicos. Quando uma tecnologia importante era descoberta e executada por uma cultura milenar, ela deixava evidências em sítios arqueológicos que datam a partir desse ponto.

Outras pessoas estão lendo

A Idade da Pedra Lascada

A Idade da Pedra foi o período em que as ferramentas eram feitas principalmente de pedra. Este período é normalmente dividido em Paleolítico ou Idade da Pedra Lascada, Mesolítico e Neolítico ou Idade da Pedra Polida, com base na implementação de novas tecnologias que se refletem nos registros arqueológicos. Em sites de escavação que datam de antes da Pedra Lascada, os arqueólogos encontraram evidências de uma série de inovações tecnológicas que abrangem milhões de anos, a maioria das quais são melhorias na concepção de ferramentas de pedra lascada ou no conhecimento de como usar o fogo nos primórdios dos seres humanos. Esse período durou de dois milhões de anos atrás até 13.000 a.C., quando a idade do gelo terminou e as pessoas desenvolveram a capacidade de fazer esculturas em pedra.

O Mesolítico e o Neolítico

O Mesolítico durou de cerca de 10.000 a. C. a 5.000 a.C. e a grande inovação tecnológica encontrada em escavações arqueológicas deste período é a capacidade de esculpir esculturas de pedra. No período Neolítico, as pessoas desenvolveram a tecnologia para criar cerâmica, bem como enormes estruturas religiosas megalíticas como Stonehenge e Newgrange.

A Idade do Bronze

Em sítios arqueológicos na Mesopotâmia e na China que remontam a cerca de 3.000 a.C e em sítios na Europa de cerca de 2.000 a.C. em diante, foram encontradas ferramentas de bronze. O bronze é feito de uma liga de cerca de 85 % de cobre e 15 % de estanho ou arsênio. Ele é mais forte do que o cobre sozinho, mas é mais fácil de trabalhar, porque derrete a temperaturas mais baixas. Ferramentas e armas de bronze eram muito superiores às que são feitas de pedra e esta tecnologia revolucionária levou ao desenvolvimento de algumas das primeiras dinastias chinesas conhecidas, bem como das poderosas civilizações antigas do Oriente Médio.

A Idade do Ferro

Nos sítios arqueológicos que datam de 1.500 a.C. em partes da África e Ásia e em locais que datam de 1.000 a.C. na Europa, os arqueólogos encontraram ferramentas de ferro. Elas deixavam o trabalho agrícola muito mais fácil, dando às pessoas o tempo livre para criar arte mais sofisticada, joias e roupas. Armas de ferro também permitiram que as tribos celtas estabelecessem seu domínio do norte da Europa. A revolução tecnológica da Idade do Ferro marca a fase final da arqueologia antiga.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível