Ioga para quem tem problemas nos joelhos

Escrito por paula haefeli Google
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Ioga para quem tem problemas nos joelhos
O ioga pode ajudar a fortalecer os joelhos e evitar lesões (Motoyuki Kobayashi/Photodisc/Getty Images)

O joelho é uma das partes do corpo que mais sofrem com as pressões (literalmente) do dia a dia. Afinal, é ele que sustenta o peso do seu corpo e trabalha duro para absorver choques ao caminhar. Abaixar-se e levantar-se de maneira incorreta, ter má postura, caminhar e correr em excesso e fazer exercícios pesados podem ser perigosos. Essas ações contribuem para o enfraquecimento dos joelhos, podendo ocasionar inflamações e dores musculares, torções, rupturas de ligamentos e articulações e até mesmo o rompimento de ossos e tendões. Por isso, é importante realizar exercícios físicos que fortaleçam as pernas e os joelhos, e o ioga pode ser uma boa solução.

Outras pessoas estão lendo

Benefícios do ioga

Além dos notórios benefícios para o relaxamento do corpo através da respiração e das posições realizadas, o ioga também é excelente para restaurar a flexibilidade das articulações do corpo e fortalecer os músculos. As posições, chamadas de "asanas", desafiam o corpo a suportar o próprio peso através do alinhamento das articulações e da melhoria da postura. Por isso, a prática do ioga, acompanhada por um profissional, é uma ótima pedida para quem tem problemas nos joelhos ou quer prevenir problemas musculares, ósseos, articulares ou nos nervos.

Posições (Asanas)

Alguns dos exercícios mais comuns do ioga podem ajudar a fortalecer os joelhos. A Trikonasana (pose do triângulo) ajuda a desenvolver a postura global, facilitando o alongamento e o fortalecimento dos joelhos, panturrilhas e coxas. Para realizá-lo, fique de pé, abra as pernas desenhando um triângulo. Abaixe o tronco e leve uma das mãos ao pé, enquanto a outra mão é estendida em direção ao teto. Quando o pé esquerdo estiver à frente, segure-o com a mão direita. Um minuto depois, inverta a posição: leve o pé direito à frente e segure-o com a mão esquerda. A Parshvottanasana, por sua vez, facilita o alongamento lateral. Ao ficar de pé, abra as pernas como se fossem uma tesoura (com um dos pés mais à frente do outro). Abaixe todo o corpo, levando o tronco à perna da frente e elevando o quadril em direção ao teto. Depois de um minuto, leve a outra perna para frente.

Ioga para quem tem problemas nos joelhos
Certos asanas fortalecem a musculatura do joelho (Getty Images/Digital Vision/Getty Images)

Posições desafiadoras

Outras posições parecem simples mas podem ser mais desafiadoras e necessitam de acompanhamento de um professor para evitar lesões. A Paschimottanasana (postura da pinça) é uma asana clássica de alongamento. Para praticá-la, sente-se no chão com as pernas esticadas e juntas. O corpo é projetado para frente até a barriga encostar nas coxas e a cabeça, no joelho. As mãos devem tocar os pés. Já a Uttanasana é uma postura de grande estiramento. Ela deve ser feita de pé, com a cabeça o mais baixo possível. O tronco deve encostar nas pernas, totalmente esticadas, e os braços devem abraçar os tornozelos.

Cuidados

Apesar dos benefícios comprovados do ioga à saúde, é preciso ter cuidado e moderação na hora de se exercitar. Muitos praticantes, ao começar a notar as mudanças no corpo, acabam se empolgando e realizando asanas muito mais difíceis ou sem a ajuda de um profissional qualificado. Tudo isso pode atrapalhar muito mais do que ajudar: são comuns os casos de ruptura de ligamentos, lesões musculares e problemas ósseos quando o aluno exagera na dose. É preciso conhecer os limites do seu corpo e sempre obter acompanhamento de um bom professor e de um bom profissional de saúde para evitar que os benefícios se transformem em problemas.

Ioga para quem tem problemas nos joelhos
Certas posturas podem causar lesões graves nos joelhos (George Doyle/Stockbyte/Getty Images)

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível