Como lidar com o confronto e o abuso verbal

Escrito por marie-pier rochon | Traduzido por ana rodrigues
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como lidar com o confronto e o abuso verbal
O abuso verbal é tão prejudicial quanto o abuso físico (Thomas Northcut/Lifesize/Getty Images)

Muitas pessoas, homens e mulheres, sofrem de abuso verbal e emocional. É difícil dizer quando uma pessoa lidou com o abuso verbal violento, porque não há hematomas ou sinais físicos óbvios de dor, mas o abuso emocional não é menos destrutivo. Você pode aprender a se proteger contra o confronto e o abuso verbal sabendo como lidar com ele e como agir em relação à pessoa que está machucando-o.

Outras pessoas estão lendo

Instruções

  1. 1

    Entenda o que constitui abuso verbal. Ele inclui comportamentos como gritos, xingamentos, acusação, insultos, intimidação, controle e ameaça de violência física ou outras repercussões. As vítimas de abuso verbal, muitas vezes acham que o agressor está certo e que não há maneira de acabar com a relação de abuso.

  2. 2

    Saiba quando você está sob ataque. Ataques verbais podem ser identificados por sua intuição e são mais difíceis de identificar do que o abuso físico. Você pode perceber o confronto com as palavras que estão sendo usadas​​, o tom da pessoa, o volume de sua voz.

  3. 3

    Identifique o tipo de ataque que está enfrentando. Assim como em uma luta física, você precisa confrontar o seu adversário e fazer julgamentos sobre sua força, motivos e objetivos para se preparar para lidar com o confronto. Pergunte a si mesmo: "Quão forte e qualificada é esta pessoa que está me atacando?" Pergunte: "Por que o ataque está acontecendo?" e "Qual é o objetivo desse ataque?". Ao responder a estas três perguntas, você pode ser capaz de descobrir se o abusador está brigando por estar aborrecido, porque ele acaba de atacar a si mesmo ou porque está simplesmente se exibindo.

  4. 4

    Resista ao impulso de contra-ataque. Quando alguém está abusando verbalmente, você não tem que confrontá-lo também. Resista à tentação de usar uma linguagem hostil e responder contra-atacando, defendendo ou debatendo.

  5. 5

    Quando uma pessoa está atacando sem uma boa razão, use a "Resposta barroca entediante". Esta técnica consiste em passar cerca de 15 minutos em um estúpido, argumento aborrecido com a pessoa, sem se envolver emocionalmente. A maioria dos atacantes vão se cansar e deixá-lo sozinho bem antes do final dos 15 minutos. Não use o "Resposta barroca entediante" com uma pessoa de poder, como seu gerente. Esta técnica só vai torná-lo mais irritado.

  6. 6

    Outra técnica é simplesmente continuar a andar desprezando a conversa. Quando o atacante estiver ficando louco, aumentando o volume e insultando-o, não tente responder com ataques. Caminhe na direção oposta, vá em uma sala diferente ou tentar iniciar uma conversa com outras pessoas, se você não estiver sozinho. O atacante vai ver que você não deseja discutir ou participar mais da conversa e terá que simplesmente parar de falar consigo mesmo.

  7. 7

    Se tudo mais falhar, denuncie o comportamento do agressor às autoridades competentes. Se um colega de trabalho é abusivo, informe ao seu gerente. Se o seu cônjuge for verbalmente abusivo, entre em contato com as autoridades competentes.

Dicas & Advertências

  • Denuncie se você suspeitar que alguém que você conhece está sofrendo de abuso verbal. Converse com a pessoa em particular para que ela saiba que você está interessado e para confirmar suas suspeitas.
  • Deixe a pessoa saber que você está lá para dar qualquer apoio necessário.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível