Como lidar com uma criança mal-humorada

Escrito por danielle hamill | Traduzido por débora sousa
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como lidar com uma criança mal-humorada
Acalme uma criança mal-humorada com paciência e orientação (Jupiterimages/Comstock/Getty Images)

Mesmo a criança mais feliz de todas tem seus momentos de mau comportamento. As explosões de raiva podem variar de birras barulhentas para um tratamento do silêncio, e até mesmo para bater, arranhar e morder. Como lidar com esse tipo de comportamento é diferente de como lidar com uma criança que mostra os sinais listados acima de mau comportamento mais regularmente. Se o seu filho se enquadra na última categoria, apresentando uma disposição de raiva generalizada, cogite trabalhar com ele para melhorar sua atitude e compreensão da vida.

Nível de dificuldade:
Moderadamente desafiante

Outras pessoas estão lendo

Instruções

  1. 1

    Identifique a causa do mau humor. Em algumas crianças, o mau humor e o comportamento ruim podem significar uma série de coisas, incluindo abuso físico e emocional, negligência, abandono, a presença de um exemplo insalubre, mimo exagerado, fome ou sede e cansaço. Tome nota de cada vez que seu filho agir assim, anotando os eventos que o fazem ficar de mau humor.

  2. 2

    Tome uma atitude. Depois de ter determinado o que está causando o mau comportamento do seu filho, aja sobre o problema. O mau comportamento de uma criança é normalmente uma resposta direta a uma das causas no Passo 1, e se puder mostrar à criança que você, como adulto, está intervindo para ajudá-lo a lidar com a situação, isso ajudará com que ele se sinta seguro e relaxado.

  3. 3

    Demonstre um bom comportamento. Se seu filho o vir constantemente exibindo uma personalidade otimista, sendo capaz de lidar bem com as dificuldades ou críticas e levar as coisas com calma, isso o ajudará a enxergar que é assim que ele deve agir. Você pode até apontar momentos em que poderia ter exagerado e compartilhar com ele como manteve a calma.

  4. 4

    Converse com seu filho. Escolha um momento em que ele esteja calmo para perguntar se ele sabe o que faz com que ele escolha tão rápido a raiva como sua emoção em situações inquietantes. Se o seu filho for muito jovem para vocalizar o que exatamente o estiver perturbando, tente fazer alguma "ludoterapia" com ele: espalhe alguns brinquedos e guie-o para encenar uma cena onde ele poderia expressar a raiva na vida real. Ele pode, sem saber, dar-lhe algumas dicas sobre o que está causando suas reações.

  5. 5

    Forneça orientação. Quando falar com seu filho sobre o comportamento dele, dê algumas dicas sobre como ele deve reagir em situações estressantes. Ajude-o a identificar quando seu temperamento estiver começando a piorar e diga que quando ele começar a se sentir aborrecido ele poderá deixar a cena e ir para um lugar que o faz sentir-se calmo, canalizar sua frustração em um projeto de arte, falar sozinho para se acalmar ou contar até dez enquanto respira fundo.

  6. 6

    Continue com o trabalho. Leva tempo para fazer essas grandes mudanças na atitude de uma criança. A perseverança é o segredo.

Dicas & Advertências

  • Se acredita que há um problema maior do que apenas um mau humor, procure a ajuda do seu pediatra.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível