Como lidar com rejeição e provocações na escola

Escrito por dee willis | Traduzido por josé moreira
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como lidar com rejeição e provocações na escola
As crianças maltratadas podem desenvolver depressão ou problemas de comportamento (Digital Vision/Digital Vision/Getty Images)

O período da idade escolar é desafiador. Enquanto as crianças estão aprendendo, crescendo e se divertindo, também estão sujeitas à pressão dos colegas e bullying. O bullying muitas vezes é manifestado por agressão ou provocação física, mas também observam-se a rejeição e a exclusão. A agressão e a rejeição durante este período podem acarretar problemas para resto da vida, como depressão, ansiedade e dependência, conforme relatado pelo site StopBullying.gov. É importante para as crianças e os adolescentes saber como lidar com as provocações e rejeição para que possam superar esses obstáculos e viver com seu potencial máximo.

Nível de dificuldade:
Moderadamente desafiante

Outras pessoas estão lendo

Instruções

  1. 1

    Forme uma equipe de apoio constituída por adultos e colegas positivos que possam ser procurados pelas crianças e pelos adolescentes nos momentos difíceis. Converse com outros alunos que podem estar passando pelas mesmas dificuldades para apoiarem-se mutuamente. Você pode encontrar o apoio dos alunos na escola, em uma equipe atlética, em um clube da escola ou na vizinhança. Os membros da família também são uma peça importante de uma equipe de apoio.

  2. 2

    Participe de um programa comunitário. Contate grupos de crianças e adolescentes, grupo de jovens da igreja ou outro programa comunitário da juventude. Estas organizações ajudam, fornecendo apoio, ensinando meios para enfrentar os problemas da vida e envolvendo as crianças e adolescentes em atividades positivas para desenvolver a autoestima.

  3. 3

    Fale com o conselheiro da escola. Alguns alunos podem temer procurar o conselheiro da escola devido à possível retaliação por parte dos valentões. Você não precisa informar imediatamente o conselheiro sobre quem está lhe provocando, embora isso seja útil. Expresse seus pensamentos e sentimentos para o conselheiro e permita-lhe apoiá-lo e incentivá-lo. O conselheiro também pode fornecer ferramentas psicológicas para ajudá-lo a lidar com as provocações e rejeição.

  4. 4

    Pense positivamente e de forma racional. Alguns alunos acreditam no que os provocadores dizem quando os estão perturbando. Isso reduz a autoestima e pode desencadear a depressão. Em vez de acreditar no que dizem, refute aquelas ideias imediatamente em sua mente. Se outro aluno disser "Você é feio", diga para si mesmo "Eu não sou feio". Se ele disser "Essas calças são ridículas", diga para si mesmo "Eu gosto das minhas calças" ou "O que eu uso não importa". Lembre-se de que a pessoa que está lhe provocando ou rejeitando provavelmente tem seus próprios problemas de autoestima ou desgasta-se em virtude da aparência, também. Isso não torna o comportamento aceitável, mas o expõe sob outro ângulo.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível