Limpeza dos dentes de cachorros e anestesia

Escrito por ray dallas | Traduzido por luiza g. brando
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Limpeza dos dentes de cachorros e anestesia
Os cães devem ter os dentes limpos regularmente (teeth image by krysek from Fotolia.com)

Mais de oitenta por cento dos cachorros desenvolvem uma doença oral aos três anos, de acordo com a UC Davis School of Veterinary Medicine. Como a higiene oral é uma questão importante para os donos, você pode estar se perguntando se deve ou não pedir para um veterinário fazer uma limpeza nos dentes do seu cachorro com ele anestesiado. A saúde bucal é importantíssima, mas a anestesia pode estressar muito o cachorro. É melhor manter a saúde bucal dele em casa, para evitar a necessidade de limpezas frequentes feitas no veterinário.

Outras pessoas estão lendo

Procedimento de limpeza

A maioria dos veterinários irá insistir para anestesiar o cachorro. Isso serve para a segurança do veterinário e do cão. Após ele ter sido anestesiado, o veterinário tira raios-X, de acordo com o Pet Education. Então, o médico enxágua a boca do cachorro com uma solução para matar as bactérias, limpa os dentes com um raspador (parecido com a escova especial que os dentistas utilizam nas limpezas de rotina), lustra-os, faz uma inspeção em cada dente a procura de doenças e depois, possivelmente, aplica um verniz contra a placa.

Os perigos da anestesia

Embora os avanços tecnológicos no campo da anestesia tenham tornado a anestesia animal bastante segura, há alguns riscos para a saúde que os donos devem levar em consideração, de acordo com o Pet Doc. Os cachorros mais velhos, com pressão arterial baixa, correm um risco mais sério de ter complicações, pois os batimentos cardíacos podem diminuir muito. Além disso, certas raças de lebréis (galgos e whippets) e de toys (poodles e pugs) têm predisposição a não reagir bem à anestesia.

Procedimentos alternativos

Alguns veterinários oferecem procedimentos alternativos de limpeza, para evitar os aborrecimentos e os riscos da anestesia. Há vários serviços que se especializaram neste procedimento: eles desenvolveram maneiras especiais de segurar e controlar o cachorro e utilizam técnicas comportamentais para mantê-lo calmo. Esse procedimento pode não ser possível em animais com gengivite severa, cáries, dentes fraturados, estomatite ou com animais extremamente agressivos, de acordo com a Pet Dental Service, uma companhia especializada nesse procedimento.

Limpeza feita em casa

Uma maneira de evitar submeter o cachorro a limpezas frequentes é escovar os dentes dele por conta própria. A Puppy Training Solutions recomenda utilizar uma escova de dedo, pois é menos invasiva. Você deve escovar os dentes do cão todos os dias, esfregando os dentes e a gengiva, do mesmo jeito que faz quando escova os próprios dentes. Talvez você tenha que começar esse processo devagar, apresentando primeiro o cachorro à pasta dental e depois o segurando-o e mantendo-o calmo, enquanto escova pelas primeiras vezes.

Manutenção

Outra maneira de manter a saúde bucal do cachorro é dando biscoitos caninos ou ossos feitos especialmente para limpar os dentes. Comidas duras também mantêm melhor a saúde oral do que comidas macias e úmidas. Além disso, brinquedos de mastigar auxiliam na manutenção de dentes fortes e gengivas saudáveis.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível