Mais
×

Faz mal trocar constantemente a ração de um cachorro?

Atualizado em 21 novembro, 2016

Trocar a marca ou sabor da ração de um cão é uma questão controversa, e as opiniões se dividem entre encorajar os donos a mudar a ração frequentemente e permanecer com a mesma marca. Considere tanto os prós quanto os contras ao decidir o que é melhor para seu cachorro. Em alguns casos, como em relação à idade e saúde do animal, a mudança é frequentemente necessária.

Os cães podem se alimentar de ração seca ou úmida (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

Benefícios de trocar a ração de seu cão

De acordo com o site Dog Food Analysis, trocar a marca da ração é recomendável. Os cães devem ter uma grande variedade de ingredientes em suas refeições, e uma única ração pode não conter todos eles, provocando deficiências de vitaminas ou de minerais. Trocar a ração periodicamente também ajuda o dono a permanecer informado sobre melhorias em algumas rações e novas descobertas no campo de nutrição de animais de estimação.

Desvantagens de mudar a ração

Ao mudar de marca de ração, os cães podem apresentar problemas digestivos, como vômitos, diarreia ou constipação, porque seus sistemas não são adaptados aos ingredientes da nova marca. Cães sensíveis podem desenvolver reações alérgicas a certos ingredientes na nova ração. Trocar de marcas pode causar estresse em seu animal de estimação porque os cães são sensíveis a mudanças. Não troque a comida de seu cão se ele estiver estressado ou se ele ainda estiver se adaptando à nova família.

Quando a mudança é necessária

Em alguns casos, uma mudança na dieta é necessária. Quando um filhote atinge a maturidade, o que geralmente acontece quando ele tem entre 6 e 18 meses de idade, dependendo da raça, precisa começar a alimentar-se com uma ração para adultos.

Pode ser preciso mudar para outra marca se seu cão for alérgico à anterior ou se ela parou de ser produzida. Cães com problemas de saúde, incluindo doenças nos rins ou no fígado, além de diabetes, podem também precisar de uma alimentação especial. Ao decidir qual nova marca usar, certifique-se de ela é aprovada por órgãos reconhecidos que regulamentam as rações à venda no mercado brasileiro.

Como fazer a transição para uma nova ração

Se você quer oferecer ao seu cão uma nova marca de ração, faça a transição de maneira gradual, para evitar problemas digestivos e outros sintomas. Mude para a nova dieta em um período de três a nove dias, ou em um período mais longo, caso seu cão tenha um histórico de sensibilidade estomacal. Comece dando 75% da ração antiga e 25% da nova. Mantenha essa proporção por um a três dias. Mude então a proporção para medidas iguais em um período de tempo similar. Mude a proporção para 25% da ração antiga e 75% da nova por três dias. O cão deve então ser capaz de comer apenas a nova ração. Se ele começar a vomitar ou tiver diarreia, pare de dar a ração nova e mantenha a dieta antiga por 12 horas para permitir que seu estômago se acalme.

Cite this Article A tool to create a citation to reference this article Cite this Article