Maneiras naturais de controlar musgo em lagos

Escrito por irum sarfaraz | Traduzido por vanessa santos
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Maneiras naturais de controlar musgo em lagos
A ocorrência de musgos em lagos pode ser controlada de forma natural (Pixland/Pixland/Getty Images)

A ocorrência de musgos em lagos se dá até mesmo naqueles em que há muito equilíbrio. Essa forma de alga, também conhecida como alga filamentosa, assemelha-se a uma pele verde e cresce no fundo dos lagos e em superfícies, como troncos e pedras. Como esses grupos de algas crescem mais, eles se quebram da superfície de origem e flutuam na superfície da água. O musgo não agrega nenhum valor à água ou à vida do lago. A melhor maneira natural de controlá-lo é introduzir necrófagos e plantas oxigenantes no lago.

Outras pessoas estão lendo

Desvantagens dos musgos em lagos

Se os musgos ficam fora de controle, eles começam a consumir o oxigênio do lago e impedem que a luz solar alcance as plantas oxigenantes sob a superfície da água. Eles também revestem o lírio d'água flutuante e outras plantas, e diminuem a capacidade de equilibrar os gases do lago. À medida que o nível de oxigênio cai, os peixes começam a lutar pelo gás e, eventualmente, morrem.

Plantas oxigenantes

A melhor maneira de controlar o musgo é incluir uma grande quantidade de plantas oxigenantes no lago. Elas removem o nutriente em excesso e impedem as algas antes que elas tenham a chance de prosperar. Deve haver pelo menos 1 a 2 grupos de oxigenadores por metro quadrado na superfície do lago. Alguns bons oxigenadores são a pluma de papagaio, anacharis, rabo de raposa, cabomba verde, bacopa, lisimáquia e rotala.

Necrófagos de lagos

Outra maneira natural de se lidar com o musgo é introduzir necrófagos no lago, como o girino e as lesmas, que se alimentam de alga. Pulgas aquáticas fornecem outra boa opção para ajudar com seu controle, já que esses minúsculos crustáceos se alimentam de alga. Os ciclopes são outros crustáceos muito pequenos que comem algas. Eles têm um olho, nadam de forma similar às pulgas aquáticas e lembram uma pera alongada. Ambos os crustáceos não apenas ajudam a lutar contra as algas, como também constituem comida viva para os peixes. Eles se multiplicam muito rapidamente nos lagos.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível