Maneiras de saber se seu peixe beta está doente

Escrito por angela tague Google | Traduzido por joana pires
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • E-mail

As barbatanas coloridas de um beta macho o tornam um peixe de estimação popular. Também conhecido como o peixe de combate siamês, o beta é suscetível a doenças de peixes tropicais comuns, como infecções fúngicas, apodrecimento da barbatana, parasitas e infecções bacterianas. Observar atentamente o animal de estimação diariamente e observar seus hábitos alimentares, aparência física e o nível de atividade o alertará sobre doenças. Tratar um beta doente é possível com medicamentos disponíveis em lojas de animais ou em uma clínica veterinária.

Outras pessoas estão lendo

Hábitos alimentares

Os hábitos alimentares devem ser uma rotina. Variações neles podem indicar uma doença. Comer geralmente não é um sacrifício para um beta. Engolir as pastilhas individuais assim que são colocadas no aquário é a regra. Cuspir as pastilhas, comer menos que o normal ou estar relutante para comer são comportamentos anormais e podem indicar doença, de acordo com o site Betta Talk.

Aparência física

Observe a cor do beta. Perceba se há uma falta de brilho. Manchas ou desbotamento de sua cor pode ser um indício de doença. Um beta saudável é colorido e brilhante, não pálido. Nadadeiras ventiladas e fluidas são características de um beta saudável. Nadadeiras aglutinadas, rasgadas ou rígidas são anormais para um peixe dessa espécie. Mudanças em sua estrutura também devem ser vigiadas de perto, pois podem indicar uma doença.

Examine o corpo do beta. Observe os mínimos detalhes. Manchas nebulosas de uma substância parecida com algodão, feridas abertas, caroços ou manchas na pele indicam um beta doente. Olhos salientes ou inchaços podem indicar doença. A abertura e fechamento das guelras deve ser suave e sem esforço. Vermelhidão ou movimentos pesados das guelras são indicadores de um peixe doente.

Nível de atividade

Nadar em todos os níveis do aquário é normal para um beta. Flutuar perto da borda, especialmente em um canto do reservatório, é anormal. Pairar perto do fundo do aquário e ir para a superfície buscar ar em raras ocasiões também pode ser um sinal de que o beta está doente.

Movimentos bruscos durante o nado pode ser um indício doença. Observe o beta para ver se ele nada para frente e para trás em pequenos jatos, corre para as decorações do aquário ou esfrega-se no cascalho ou substrato. Agir dessa forma pode indicar uma sensação de coceira na pele devido a parasitas, crescimentos exteriores ou outra doença que costuma acometer a espécie.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível