"Markup" de varejo do fabricante ao consumidor

Escrito por tyler lacoma | Traduzido por marina pastore
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
"Markup" de varejo do fabricante ao consumidor
O markup é um componente importante da margem de lucro das varejistas (Stockbyte/Stockbyte/Getty Images)

As empresas devem gerenciar seus custos e estratégias de precificação de maneira precisa para obter uma margem de lucro suficiente. A margem de lucro é o valor da receita gerada pelas vendas depois de descontados os custos de fabricar ou comprar bens. Para a maior parte das empresas, especialmente as de varejo, as margens de lucro são formadas principalmente pelo "markup", ou seja, o valor que é acrescentado ao preço de um bem depois que ele é comprado e antes de ser vendido ao consumidor.

Outras pessoas estão lendo

Estratégias de markup

As estratégias de markup controlam como uma empresa aborda seus preços. Em geral, quanto mais baratos os bens que a empresa comprar de um fabricante, maior pode ser o markup para o consumidor sem ir além do que o mercado aceitará. Porém, há muitos pesos e contrapesos neste sistema e os mercados sofrem mudanças constantes, fazendo com que seja difícil para certas indústrias se libertarem de um campo de markup limitado. Afinal, as varejistas não estão apenas competindo umas contra as outras, mas também contra corretores, distribuidores e atacadistas, dependendo da área de atuação.

Porcentagens de markup

As porcentagens de markup variam de acordo com o tipo de empresa e sua facilidade em produzir bens. Para uma varejista, markups entre 30% e 50% são comuns porque a loja tem um sistema complexo de gerenciamento de inventário e marketing. Para os atacadistas, o markup pode ser de apenas 10% a 20%, pois essa é a forma desse tipo de loja oferecer bens a preços baixos para atrair clientes que procurem por bons negócios. Para corretores, o markup geralmente é apenas de 5% a 15%, já que eles fornecem serviços menores, enquanto distribuidores têm taxas similares às das varejistas.

Diferenças de porcentagem

As diferenças de porcentagem são extremamente afetadas pela posição da empresa na cadeia de suprimentos e pela maneira que tenta levar os bens ao consumidor. O varejo muitas vezes fica no final da cadeia, o que significa que precisa lidar com todos os markups anteriores, já que os bens passaram por corretores e distribuidores ao longo do caminho. Atacadistas interceptam os bens em um ponto mais próximo dos fabricantes -- é por isso que eles podem, então, oferecer um preço mais baixo depois do markup. Isso faz com que os preços e os markups das varejistas sejam os mais altos possíveis na cadeia.

Markups sugeridos

Para regular alguns dos efeitos de markups fora do controle e mercados instáveis, os fabricantes muitas vezes criam markups sugeridos, conhecidos como "preços de lista" ou "preços de varejo sugeridos pelo fabricante" (PVSFs). Esses preços estão disponíveis imediatamente e, mesmo se não forem parte do contrato da varejista, os consumidores muitas vezes podem encontrar os preços de lista dos bens em outro lugar para saber se a loja está cobrando mais do que o fabricante propõe.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível