A melhor raça de pombo acrobata

Escrito por naomi bolton Google | Traduzido por nathalia siqueira
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
A melhor raça de pombo acrobata
Todos os pombos voam, mas nem todos podem saltar para trás durante o voo (Hemera Technologies/Photos.com/Getty Images)

Pombos acrobatas são descendentes do pombo da rocha. As diversas raças de pombos acrobatas foram evoluindo suas capacidades de cair durante o voo. Pombos acrobatas foram cuidadosamente evoluindo para cair não só de um lado para outro, mas para trás também. Estas aves, que existem com vários tipos de penas, cores e formas de corpo, fazem excelentes espetáculos, mas é por suas técnicas de cair surpreendentemente que são mais conhecidas. Pombos acrobatas são ainda criados por sua capacidade de executar saltos mortais e saltos para trás e existem várias raças pelo mundo.

Outras pessoas estão lendo

Acrobata Russo

Estes pombos acrobatas têm suas origens na Prússia Oriental da família dos Coraciídeos, da Alemanha, que chegou naquele país durante o século 18 da Escandinávia. As aves se tornaram conhecidas como Acrobatas Russos nos Estados Unidos, onde elas foram criadas desde a Segunda Guerra Mundial. Entusiastas americanos começaram a desenvolver um pombo mais compacto, que também possui penas muito mais longas. Estes pombos tinham temperamento estável e, sendo menor do que os seus antepassados, eram econômicos para manter. A reprodução seletiva desempenhava um papel vital na manutenção da capacidade da raça com a habilidade de cair durante o voo.

Takla

O takla se originou na Ásia Central e foram mantidos e criados pelos turcos nômades que viajam através da Sibéria, China Ocidental e no Cazaquistão. Esta raça antiga de acrobatas foi trazida para o Oriente Médio por soldados turcos, durante o século 10. Através da criação dedicada e seletiva, o takla contribuiu para o desenvolvimento dos acrobatas iranianos, sírios, armênios, e do Iraque de hoje.

Iranianos de voo alto

Os iranianos acrobatas foram desenvolvidos por sua inteligência, resistência e capacidade de voar alto, quando columbófilos em outras partes do mundo antigo estavam desenvolvendo linhagens de pombos por sua aparência física. O mais proeminente esforço para criação devido a beleza física foram os cauda-de-leque indianos e raças ornamentais chineses. A raça iraniana alto-aviador foi preservada por criadores por realizar acrobacias aéreas, eliminando as aves que não apresentam a capacidade de cair em seus programas de melhoramento

Acrobatas ingleses de bico pequeno e bico comprido

Acrobatas de bico curto foram desenvolvidos na Inglaterra durante o século 19, mais para performances que por sua capacidade de cair. Esta reprodução seletiva acabou resultando em um pombo com um rosto extremamente curto que foi usado exclusivamente para fins de espetáculos. Como os acrobatas de bico curto tornaram-se cada vez menos capaz de executar manobras aéreas, um acrobata de bico longo, que poderia voar e dar cambalhotas, foi desenvolvido. Uma vez que a raça de acrobatas de bico comprido incorporou-se às cenas de shows, criadores ingleses de pombos começaram a desenvolver raças adicionais, chamadas de "tripplers" e "flights" para voar.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível