As pirâmides do Egito

Escrito por helen fitzgerald | Traduzido por pablo souza
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
As pirâmides do Egito
As pirâmides egípcias simbolizam o poder dos faraós (NA/AbleStock.com/Getty Images)

Do começo do Império Antigo ao fim do Império Médio no Egito, os reis egípcios construíram mais de 80 pirâmides. Os reis egípcios, conhecidos como os faraós, usavam pirâmides como câmaras de sepultamento. Eles as construíam usando trabalho local, criando um labirinto de túneis elaborado, levando à uma câmara secreta nas profundezas do subsolo. Eles colocavam os corpos mumificados em sarcófagos, que eles acreditavam ser requerimentos para a vida após a morte. A tumba era completamente selada, depois do enterro do rei.

Outras pessoas estão lendo

Djoser da III dinastia

A primeira pirâmide construída foi no reino do faraó Djoser. Os egípcios continuaram construindo pirâmides até o fim do Império Médio em 1650 a.C. Djoser construiu uma pirâmide de degraus em Sakkara. Imhotep construiu essa pirâmide de degraus para o faraó Djoser, um complexo que cobre cerca de 37 acres e contém 5,6 km de túneis subterrâneos.

Sneferu da IV dinastia

Três pirâmides foram dedicadas a Sneferu, as duas primeiras foram pirâmides satélites. Sneferu foi o primeiro faraó a incluir uma pirâmide satélite, prática que se tornou comum após isso. Ele também foi o primeiro faraó a tentar o modelo clássico de pirâmides da Grande Pirâmide. A segunda pirâmide de Sneferu é conhecida como a "pirâmide curvada", após a qual ele construiu uma terceira pirâmide, conhecida como a pirâmide vermelha. Ela é uma verdadeira precursora das Grandes Pirâmides de Gizé.

Quéops da IV dinastia

Quéops construiu a maior das três pirâmides de Gizé, que tem 146 metros de altura e é a pirâmide mais larga já construída. Ela é claramente visível da lua. O faraó Quéops foi enterrado em uma câmara subterrânea, para proteção contra ladrões de tumba O complexo de pirâmide de Quéops inclui três pirâmides da rainha e uma pirâmide satélite.

Quéfren da IV dinastia

Quéfren construiu a segunda das grandes pirâmides de Gizé, na sombra de seu pai Quéops. As cumeeiras das pirâmides já foram revestidas em ouro. A III dinastia foi uma dinastia pacífica, produzindo muitos trabalhos artísticos culturais, incluindo a Esfinge e várias tumbas reais elaboradas. A Grande Pirâmide de Quéfren e Esfinge são as arquiteturas do Egito Antigo mais bem preservadas.

Miquerinos da IV dinastia

Miquerinos, filho de Quéfren e neto de Quéops, construiu a terceira Grande Pirâmide de Gizé, em preparação para seu funeral próximo a seus predecessores. O complexo de pirâmides de Miquerinos também incluía uma pirâmide satélite e é o menor das três Grandes Pirâmides de Gizé.

Djedkaré da V dinastia

As pirâmides da V dinastia eram menores e a maioria localizada em Abusir, com exceção a do faraó Djedkaré. Ele se mudou para Sakkar Sul para construir seu complexo de pirâmides. Ele incluía uma pirâmide satélite e uma pirâmide da rainha.

Peppi II da VI dinastia

O faraó Peppi II tinha apenas 6 anos quando chegou ao trono e seu reino durou 90 anos. Sua pirâmide foi relativamente pequena e foi construída antes de ele ter 30 anos. A pirâmide de Peppi II foi a última, representando o fim de uma era. Após a V dinastia, os egípcios começaram a usar cavernas como câmaras de sepultamento, com entradas secretas e túneis longos para deter os saqueadores de túmulos.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível