Como planejar a criação de uma máquina de lançamento de bolas

Escrito por andy pasquesi | Traduzido por dimitrios meimaridis
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • E-mail

Se o seu esporte é o beisebol, tênis ou ping-pong, máquinas de lançamento de bolas ajudam você a aperfeiçoar a técnica, melhorando a coordenação olho-mão. Infelizmente, a maioria das unidades encontradas em lojas custam mais de 2.000 R$, e as taxas de aluguel desse tipo de equipamento pode sair tão caro quanto. Para muitos, a construção de uma máquina de arremesso é realmente a opção mais viável. Tudo que você precisa é de paciência e uma noção básica de sistemas elétricos.

Outras pessoas estão lendo

O mecanismo de lançamento

Uma máquina de arremesso é constituída por duas rodas horizontais adjacentes, igualmente dimensionadas e executando rotações em direções opostas. Essas rodas são feitas de pneus infláveis ​​ou discos de borracha maciça com bordas côncavas. O espaço entre as rodas é ligeiramente inferior ao diâmetro das bolas. Por isso, quando ela rola entre as duas rodas, ela acaba sendo puxada para dentro do espaço estreito. Esse ajuste apertado maximiza o atrito na bola, permitindo que as rodas para transfiram o máximo de força para ela. O movimento continuo das rodas faz com que a bola seja puxada para além do local apertado. As superfícies de contato das rodas soltam a bola acelerada , enviando-a na direção do alvo.

Para garantir que a bola tenha uma trajetória linear é importante usar uma roda com diâmetro de, no mínimo, oito vezes maior do que o da bola. Experimente com a pressão do ar dentro do pneu ; pouca pressão fará com que os arremessos sejam fracos, enquanto muita pressão aplicará uma maior força no eixo do motor da roda.

Você também pode querer incorporar um recurso que permite ajustar o ângulo das rodas com o chão. Um ângulo mais horizontal vai imitar um lançamento de beisebol, enquanto um ângulo mais vertical pode simular um lançamento de softball.

O mecanismo de abastecimento de bolas

No cenário mais simples, uma pessoa alimenta manualmente cada bola em um tubo que se abre entre as rodas girando. Para automatizar a máquina, considere um projeto que usa um mecanismo de "saca-rolhas". Coloque várias bolas num recipiente semelhante a um funil que se abre por cima da extremidade traseira de um espiral de metal fino cujo diâmetro seja apenas o suficiente para encaixar a bola. Uma vez que uma bola cai no espiral, um pequeno motor gira a espiral, o que empurra a bola para a frente. Por exemplo, considerar o método de espiral de propulsão utilizado em máquinas de lanches, o princípio é o mesmo.

Acrescentando um efeito

Utilizar velocidades levemente diferentes em cada roda faz com que a bola ganhe uma curva ou efeito para um dos lados. A forma mais fácil para obter isso é criando um motor próprio para cada roda, que podem ser controlados manualmente. Entretanto, se você quiser economizar com isso, é possível utilizar um único motor nas duas rodas. Para obter efeitos nesse caso, basta ligar o motor apenas em uma das rodas e fazer uma emenda para a outra roda.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível