Como saber se o plano de saúde cobre a cirurgia de levantamento de pálpebra

Escrito por ehow contributor | Traduzido por caroline zemuner
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como saber se o plano de saúde cobre a cirurgia de levantamento de pálpebra
Descubra se o plano de saúde cobre a cirurgia de levantamento de pálpebra

O plano de saúde normalmente não cobre cirurgias que são consideradas eletivas ou estéticas. Os associados devem comprovar que o procedimento é medicamente necessário para que o pagamento seja autorizado. No entanto, existem exceções. A cirurgia de levantamento de pálpebra pode ser coberta se for para corrigir uma sobrancelha caída que dificulta a sua capacidade de enxergar. Se estiver considerando esse procedimento, assegure-se que o seu convênio o cobre antes de agendá-lo.

Nível de dificuldade:
Moderadamente fácil

Outras pessoas estão lendo

Instruções

    Descubra se o plano de saúde cobre a cirurgia de levantamento de pálpebra

  1. 1

    Reveja o contrato do seu plano e descubra exatamente o que ele cobre e o que não. Preste atenção particularmente na seção sobre cirurgia plástica.

  2. 2

    Descubra o que o convênio considera como cirurgia plástica reconstrutiva. Esta é geralmente definida como uma plástica feita para remodelar partes anormais do corpo. A cirurgia reconstrutiva melhora a função e aparência.

  3. 3

    Descubra o que o convênio considera como cirurgia estética. Esta é normalmente definida como um procedimento feito para remodelar as estruturas normais do corpo. Esse tipo de cirurgia é feito para melhorar a aparência e a autoestima.

  4. 4

    Fale com um atendente do convênio sobre qualquer coisa que não entenda no contrato. Os planos de saúde e suas terminologias são notoriamente difíceis de ler e entender. Questione o atendente para esclarecer qualquer coisa que não compreender totalmente.

  5. 5

    Pergunte ao médico se a sua cirurgia poderia ser considerada uma necessidade médica. Os candidatos a esse procedimento que têm uma quantidade excessiva de pele na pálpebra superior, ou que têm uma queda da sobrancelha séria o bastante para bloquear a visão periférica, podem ter o procedimento coberto por seu plano de saúde.

Dicas & Advertências

  • Se você sentir que sua cirurgia pode ser considerada reconstrutiva, peça uma ajuda ao médico para convencer o convênio.
  • Se achar que a empresa negou injustamente o seu pedido de procedimento de cirurgia de frontoplastia, entre com um recurso junto à Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). Conte com a ajuda do seu médico, pois é ele quem deve determinar se o procedimento é medicamente necessário e apropriado.
  • Apesar de raras, pode haver complicações graves associadas com essa cirurgia. Se o plano não cobria o procedimento original, cobrirá complicações graves que requerem uma hospitalização, ou talvez uma outra cirurgia? Saiba o que o contrato afirma em relação a isso.
  • Se disser que precisa do procedimento porque o excesso de pele está afetando a sua visão periférica, o convênio médico exigirá que você passe por um teste de campo visual. Um exame oftalmológico completo deverá ser realizado por um oftalmologista.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível