Podridão da raiz em violetas

Escrito por j. lang wood | Traduzido por fellipe jardim
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Podridão da raiz em violetas
As violetas são favoritas para interiores e exteriores (Violets on a flower bed image by Galina Moiseeva from Fotolia.com)

As violetas, do gênero Viola, são flores encantadoras que quase todo mundo conhece. Há muitos tipos de violetas, desde variedades selvagens à violeta africana cuidadosamente cultivada para interiores. As violetas podem ser afetadas por uma doença fúngica denominada podridão da raiz, a qual as enfraquece progressivamente e pode matá-las. A prevenção é o melhor método de combater a podridão de raiz porém, uma vez que a planta está infectada, algumas medidas podem ser tomadas para salvá-la.

Outras pessoas estão lendo

O que é a podridão da raiz?

A podridão da raiz é uma doença fúngica que pode afetar muitos tipos de plantas. Conforme acontece com outros fungos, ela se desenvolve sob condições muito úmidas, podendo matar a planta e se espalhar para outras próximas. A planta pode parecer saudável em cima e ainda assim ter a podridão da raiz, por isso, examine as raízes cuidadosamente para ter certeza. Os primeiros sinais são folhas desbotadas ou escurecidas, murchamento, queda das folhas, crescimento lento e uma aparência geral da planta não saudável. A podridão da raiz pode progredir até que a planta tombe.

Podridão da raiz em violetas africanas

A podridão da raiz em violetas africanas geralmente é causada pelo excesso de rega. Isso incentiva o crescimento de um fungo denominado Cylindrocarpon, que prospera em condições úmidas, encharcadas. Quando este fungo se espalha, as folhas da violeta africana desbotam ou escurecem visivelmente. Eventualmente, as folhas podem murchar ou assumir uma consistência gelatinosa. O crescimento das plantas diminui e a deterioração geral é evidente.

Prevenção de podridão da raiz

A melhor maneira de prevenir a podridão da raiz em violetas africanas é molhá-las por baixo usando um sistema de pavio ou sistema capilar; isto é, colocar o vaso em uma bandeja ou prato de água separado e deixar que a água seja absorvida conforme necessário. Isso também mantém o nível adequado de umidade que as violetas africanas precisam. Também é possível borrifar o torrão das raízes com um fungicida, tal como K-Phite. É importante não contaminar outras plantas. Se alguma das plantas tiveram podridão da raiz, deixe os vasos de molho em água sanitária durante 30 minutos, então, enxágue com cuidado antes de usá-lo em outras plantas. Se a terra é tão pesada que também pode causar um problema, pode ser necessário adicionar perlita para tornar o substrato mais leve.

Se livrando da podridão da raiz

Uma vez que a podridão da raiz ocorreu, tome medidas para salvar a planta. Primeiro, isole-a para impedir que o fungo se espalhe. Remova o tecido morto ou que está morrendo. Se as raízes da violeta Africana estão marrons, será preciso remover todas as raízes que estão afetadas. Pode ser necessário retirar todo o torrão, uma vez que qualquer parte da doença deixada para trás contaminará toda a planta. Pode ser preciso raspar o caule da planta para chegar à carne verde.

Restaurando a saúde da planta

Uma vez que todo o tecido doente é removido, borrife levemente com hormônio de raiz e coloque no novo substrato. Para evitar choques, coloque a planta em um saco com zíper para produzir alguma umidade. Use palitos de dente para impedir que a planta toque o saco. Coloque em uma área bem iluminada, mas não com luz solar direta. Deixe no saco por duas a quatro semanas.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível