O que causaria a queda e a morte de uma planta Hera?

Escrito por tracy hodge | Traduzido por ana marques
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
O que causaria a queda e a morte de uma planta Hera?
A Hera é muito suscetível a antracnose que pode levá-la a murchar (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

Hera é uma planta que pode ser encontrada crescendo ao ar livre em muros, cercas e no exterior das casas. Estas vinhas lenhosas perenes também podem ser utilizadas como cobertura para o solo ou como vasos de plantas de interior. Videiras de Hera são geralmente saudáveis, mas são suscetíveis a varias doenças e infestações de insectos que podem levar a planta a murchar e morrer subitamente.

Outras pessoas estão lendo

Espécies

A antracnose é uma doença fúngica que pode causar perecimento e murchamento em Heras. O fungo Colletotrichum trichellum (ou C. gloeosporioides) é o causador desta doença. A antracnose é disseminada por respingos de água, insetos ou transportada pelo vento para infectar outras plantas nas proximidades. Videiras de Hera são também suscetíveis a uma variedade de insectos nocivos, tais como cochonilhas-farinhentas. Essas pragas são muito pequenas, de formato oval e cobertas de cera em pó branca. Cochonilhas-farinhentas podem fazer com que a Hera se desenvolva com força reduzida e murche. Mais presente em clima quente e seco, este fungo causa danos a Hera alimentando-se de sua folhagem com peças bucais penetrantes.

Efeitos

A Hera ao ser infectada com antracnose frequentemente desenvolve manchas arredondas marrons em sua folhagem. Essas manchas geralmente começam perto das margens das folhas e corpos de frutificação negros podem ser visíveis nas manchas. Se as folhas desenvolverem lesões de anelamento elas sofrerão deformação na parte aérea, perecimento e murchamento. As Heras com antracnose podem, eventualmente, sofrer de queda prematura das folhas e morrerem, se a infecção for grave. Infestações de cochonilhas-farinhentas em Heras podem fazer com que as folhas desenvolvam uma aparência manchada ou salpicada. Durante a alimentação, este fungo remove a seiva das folhas da Hera, o que faz com que eles excretem uma substância conhecida como melato que gruda nas folhas e hastes. Fungos fumagina encontram melato e aderem a ele, fazendo com que a planta desenvolva um revestimento preto de fungo sobre as superfícies das folhas e hastes. Enquanto a fumagina geralmente não é prejudicial a saúde da Hera, cochonilhas-farinhentas podem desgastar as plantas e fazê-las murchar. Se deixadas sem tratamento, esses fungos podem matar as plantas infestadas.

Controle de culturas

A melhor forma de prevenção da antracnose em Heras é regá-las no início do dia, remover os insetos e folhas mortas regularmente. Evite manusear folhas de hera quando estão molhadas para evitar a propagação de fungos causadores de antracnose. Cochonilhas-farinhentas podem ser removidas da Hera limpando-as com um pedaço de algodão embebido em álcool, o que é mais eficaz quando as infestações estão leves. Os fungos migram de uma planta para a outra, então verifique as outras plantas de sua casa para sinais de infestação de cochonilhas-farinhentas também.

Controle químico

De acordo com o Sistema de Extensão Cooperativa do Alabama, uma variedade de fungicidas estão disponíveis em seu jardim central local para controle de antracnose em Heras. Aplique fungicidas em suas plantas de acordo com as instruções no rótulo do produto. Os produtos que contêm mancozeb ou tiofanato-metilo são frequentemente utilizados para controle da antracnose em nessas plantas. O controle químico de cochonilhas-farinhentas em Heras pode ser difícil porque os insetos se escondem nas fendas e rachaduras das plantas, o que torna difícil alcançá-los com inseticidas. Inseticidas de contato, tais como óleos hortícolas são muitas vezes utilizados para remover esses fungos. Produtos oleíferos trabalham cobrindo o inseto e revestindo-o com óleo, fazendo-o sufocar e morrer. Estes óleos também ajudam a soltar fungos fumagina, tornando mais fácil removê-los de folhas e galhos. Algumas plantas são sensíveis aos óleos hortícolas, teste o produto numa pequena área antes de aplicá-lo em toda a planta. Se não aparecerem efeitos adversos visíveis após sete dias, você poderá aplicar em toda a sua planta.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível