Problemas de mofo em orquídeas

Escrito por chris bond | Traduzido por lara scheffer
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Problemas de mofo em orquídeas
Orquídeas são adaptáveis e bem disponíveis (Thinkstock/Comstock/Getty Images)

As flores vistosas e duradouras das orquídeas e sua facilidade de manutenção fazem delas a favorita dos jardineiros. Se as práticas de cultivo adequadas não forem seguidas, entretanto, doenças podem infectar essas flores. Mesmo que elas não sejam tipicamente suscetíveis a infecções de mofo, as orquídeas podem contrair outras doenças fúngicas, assim como doenças virais. Existem várias opções de tratamento, mas medidas preventivas são preferíveis a remédios.

Outras pessoas estão lendo

Sintomas

Os sintomas de doenças causadas por fungos em orquídeas incluem pontos marrons e pretos ou lesões nas folhas, caules e raízes. Uma doença, a praga de pétalas botrytis, pode afetar as flores das orquídeas. Manchas bacterianas marrons e podres, aparição de fungos, antracnose e manchas nas folhas ocorrem nas folhas de uma orquídea. As raízes podem apodrecer por causa dos fungos. Outros sintomas também aparecem, como estrias ou pontos amarelos nas folhas infectadas com um microfungo, um tipo único de fungo que demonstra sintomas como doenças virais.

Problemas de mofo em orquídeas
A maioria das doenças fúngicas nas orquídeas recebe o mesmo tratamento independente da espécie (Hemera Technologies/AbleStock.com/Getty Images)

Condições das doenças

A maioria das doenças se desenvolve em condições úmidas. Falta de luz e de locais adequados para acolhimento são os outros dois componentes do triângulo da doença. O fungo pode se desenvolver e crescer em todas as partes da orquídea, mas principalmente em partes mortas das folhas e flores. As doenças geralmente são oportunistas e se estabelecem rapidamente em plantas que estão enfraquecidas devido à nutrição insuficiente. Alimente suas orquídeas regularmente com um fertilizante para plantas caseiras, especialmente durante o período em que elas florescem, que é quando usam a energia armazenada.

Problemas de mofo em orquídeas
A fase de florescimento das orquídeas é quando usam a maior parte de sua energia (Photos.com/Photos.com/Getty Images)

Controle

O controle de doenças fúngicas em orquídeas começa com a remoção das folhas ou tecidos infectados. Use ferramentas de poda esterilizadas e desinfete entre um corte e outro para evitar espalhar a doença. Borrife a orquídea afetada com um fungicida sistêmico contendo o ingrediente ativo tiofanato metílico ou um produto que contenha mancozeb. Esses produtos podem ser aplicados tanto antes quanto depois do aparecimento dos fungos.

Problemas de mofo em orquídeas
Desinfete as ferramentas de poda com álcool ou peróxido de hidrogênio (Brand X Pictures/Brand X Pictures/Getty Images)

Prevenção

A maioria das doenças de orquídeas podem ser prevenidas com os cuidados corretos, começando pelo local onde são plantadas. Essas plantas morrerão se forem plantadas em solo comum. Elas precisam ser cultivadas em uma mistura feita especificamente para orquídeas ou outras epífitas. Essas misturas são ásperas e geralmente compostas de casca de árvore ou cortiça. Aguá-las demais também pode preparar o local para os fungos e outras doenças. Deixe que os substratos fiquem levemente secos antes de regar sua orquídea novamente e não regue mais do que duas vezes por semana.

Problemas de mofo em orquídeas
Evite molhar as folhagens quando regar sua orquídea (Martin Poole/Stockbyte/Getty Images)

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível