Arte portuguesa clássica

Escrito por helen fitzgerald | Traduzido por angela spada
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Arte portuguesa clássica
A arte portuguesa reflete a herança cristã do país (Photos.com/Photos.com/Getty Images)

Durante o período do Renascimento e até o século XIX, a arte portuguesa foi principalmente de natureza religiosa, com alguns retratos e natureza morta. Foi só no século XV que se desenvolveu um estilo português característico de arte; inicialmente, a arte flamenga teve seu maior impacto externo. Mas no século XIX, as escolas francesas de pintura se tornaram proeminentes.

Outras pessoas estão lendo

Nuno Gonçalves

Pouco se sabe sobre Nuno Gonçalves, mas acredita-se que tenha sido extremamente influente no desenvolvimento da escola portuguesa de pintura no século XV. Ele era o pintor da corte do Rei Alfonso V e também o pintor oficial da cidade de Lisboa. A maior parte de sua obra se perdeu ou foi destruída, com exceção da pintura de um retábulo de São Vicente, o santo padroeiro de Lisboa e da casa real portuguesa. Esta obra-prima foi redescoberta em um convento em 1882 e exibida ao público em 1931, quando então sua habilidade e influência foram reconhecidas.

Século XVI

No século subsequente a Nuno Gonçalves, Portugal importou grandes números de pinturas flamengas, e o estilo flamengo teve significativa influência sobre o estilo português. Eventualmente, desenvolveu-se uma escola de pintura caracteristicamente portuguesa, que se distinguia por suas cores brilhantes, detalhes e realismo. Era chamada de manuelina e seu mais famoso aluno foi Vasco Fernandes, ou Grão Vasco, diretor da escola de arte de Viseu. A Escola de Lisboa foi estabelecida por Jorge Afonso, e produziu artistas como Cristóvão de Figueiredo, Garcia Fernandes e Gregório Lopes.

Século XVII

Um grande número de pinturas fio produziudo em Portugal durante o século XVII, mas a maioria delas não foi assinada. Entre esses pintores, é lembrado Domingo Vieira, famoso pelo quadro Isabel de Moura, que se encontra no Museu de Arte Antiga de Lisboa. Uma rara artista, entre as mulheres, foi Josefa de Óbidos. Nascida espanhola, mudou-se para Portugal quando adulta e pintou grande variedade de temas, angariando reconhecimento suficiente para ser eleita para a Academia de Lisboa. Seu quadro "O Casamento de Santa Catarina" é o mais conhecido.

Século XIX

Numerosos movimentos artísticos causaram significativos impactos sobre a pintura portuguesa durante o século XIX, incluindo naturalismo, impressionismo, realismo e romantismo. Alguns artistas notáveis foram Silvo Porto e Marques de Oliveira, que foram introduzidos ao movimento naturalista pela escola de Barbizon, na França. Sousa Pinto usava pastéis, enquanto Columbano Bordalo Pinheiro ficou famoso pelos quadros de natureza morta e retratos. Um nome artístico, Malhoa, tornou-se conhecido pela pintura de festivais populares.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível