Mais
×

Como fazer a posição de yoga do golfinho

Atualizado em 21 fevereiro, 2017

Praticar a posição do golfinho da yoga pode lhe beneficiar de diversas maneiras. Ela lhe prepara para posições mais difíceis, melhora sua postura e fortalece suas costas e braços. Aprenda essa posição e melhore a condição física da parte superior de seu corpo.

Instruções

A yoga apresenta benefícios para todas as pessoas em quaisquer idades (Jupiterimages/Pixland/Getty Images)
  1. Deite na esteira de yoga e levante-se na posição de mesa. Nessa posição, você deve estar como se fosse engatinhar, com as palmas da mão contra o chão. Mantenha seus joelhos no chão e seus pés levemente dobrados atrás de você. Certifique-se de que seu corpo está devidamente alinhado.

  2. Use o bloco de yoga para alinhar sua posição do golfinho. Com o bloco no chão na frente de suas mãos, abaixe seus antebraços ao chão. Faça um "L" com seus dedos e alinhe suas mãos em cada lado do bloco.

  3. Levante-se na posição do golfinho. Pressione seus antebraços contra o chão, dobre seus dedos do pé de forma que suas partes inferiores toquem o chão. Inspire profundamente. Levante a parte inferior de seu corpo na direção do teto. Levante apoiando-se em seus dedos do pé, mantendo seus calcanhares no chão. Ao levantar, deixe suas pernas e suas costas o mais retas o possível.

  4. Estenda seu corpo no alinhamento correto. Pressione seus antebraços contra o chão de forma a estender suas costas o máximo possível. Empurre suas escápulas para baixo e na direção oposta de sua espinha. Deixe sua cabeça pressionada firmemente entre seus braços.

  5. Mantenha-e na posição do golfinho de 30 segundos a um minuto. Exale e traga seus joelhos de volta ao chão.

Aviso

  • Tome cuidado ao tentar a posição do golfinho. Caso não seja montada corretamente, ela apresenta riscos de lesões nos ombros e pescoço. É melhor aprendê-la com instrutores treinados de yoga.

O que você precisa

  • Esteira de yoga
  • Bloco de espuma de yoga
Cite this Article A tool to create a citation to reference this article Cite this Article