Como prevenir a gravidez na adolescência

Escrito por pedro santos
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como prevenir a gravidez na adolescência
Mais de 7 milhões de adolescentes se tornam mães por ano (BananaStock/BananaStock/Getty Images)

A gravidez é uma questão com a qual muitas jovens se deparam antes de chegar à vida adulta. Do ponto de vista médico, a gravidez na adolescência é um risco à saúde da mãe e do feto, já que o corpo da mulher antes dos 18 anos ainda não está totalmente preparado reproduzir. Do ponto de vista emocional, a gravidez pode ser um grande problema para a jovem, seu parceiro e também para a família de ambos. De acordo com o Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA), 7,3 milhões de adolescentes se tornam mães por ano. Saiba algumas medidas para prevenir a gravidez antes da maioridade.

Outras pessoas estão lendo

Informação

A melhor arma para prevenir a gravidez indesejada é a informação. Aos pais, é preciso manter o canal aberto sobre sexo. As conversas dentro de casa são uma oportunidade de ouro para explicar à criança e ao adolescente questões relacionadas à sexualidade. Se o assunto for tratado com naturalidade, é provável que a adolescente tenha mais responsabilidade na hora de iniciar a vida sexual. As aulas de educação para o sexo na escola também contribuem para fornecer informação adequada e de qualidade sobre gravidez e sexualidade.

Orientação médica

A orientação médica é fundamental para evitar a gravidez indesejada. A iniciativa pode partir da adolescente ou dos pais, mas a verdade é que ir ao ginicologista é importante para que a jovem tenha as informações certas sobre o desenvolvimento do próprio corpo. A ajuda profissional também pode orientar sobre métodos contraceptivos e doenças sexualmente transmissíveis (DSTs). Aos meninos, também é necessária uma ida ao urologista (de preferência antes de iniciar a vida sexual). Importante informação aos pais: só entrem com o(a) filho(a) no consultório se o adolescente sentir-se bem para isso.

Uso da camisinha

Os adolescentes devem conhecer os principais métodos contraceptivos antes de iniciar a vida sexual. O mais eficaz dos métodos contraceptivos é a camisinha masculina. Feita com látex, ela retém a ejaculação masculina e apresenta eficácia em 96% dos casos. A única desvantagem é que ela pode se romper durante o ato quando mal colocada no pênis. Há também a camisinha feminina. Mesmo menos popular que o modelo masculino, a camisinha pode ser inserida na vagina até oito horas antes da relação sexual. Em ambos os casos, elas devem ser descartadas depois do ato sexual.

Como prevenir a gravidez na adolescência
A camisinha é eficaz na grande maioria dos casos (Keith Brofsky/Photodisc/Getty Images)

Métodos contraceptivos

Entre os outros métodos contraceptivos estão as pílulas anticoncepcionais e o espermicida. As pílulas são muito populares e oferecem 90% de segurança para evitar a gravidez. No entanto, elas exigem grande disciplina e devem ser tomadas todos os dias no mesmo horário (antes de dormir, preferencialmente). O espermicida é um tipo de gel que mata os espermatozoides. Deve ser aplicado na vagina antes da relação sexual. Há também o DIU (dispositivo intrauterino), mas não é um método indicado para o corpo da adolescente. As pílulas do dia seguinte, por sua vez, são métodos de emergência e devem ser ingeridas com cuidado até 72 horas depois da relação sexual.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível