Problemas nos olhos dos gatos persas

Escrito por dorothy mundy | Traduzido por mara marcos
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Problemas nos olhos dos gatos persas
Devido a sua face com um formato exclusivo, o gato persa tem dificuldade em manter os olhos limpos (persian cat image by FotoWorx from Fotolia.com)

Devido a sua face com um formato exclusivo, o gato persa tem dificuldades em manter o rosto e os olhos limpos. Isto, juntamente com os problemas de drenagem lacrimal, causam manchas na região inferior dos olhos e em volta do nariz. Para evitá-las, limpe regularmente o rosto do gato com um pano úmido. Se ele tem problemas oculares, leve-o a um veterinário para ter o diagnóstico e o tratamento adequado.

Outras pessoas estão lendo

Obstrução do duto lacrimal

O excesso de produção ou o escoamento indevido das lágrimas podem ser causados pelo fechamento parcial das aberturas de drenagem lacrimal. Isso aumenta os dutos de drenagem do nariz, secando e endurecendo as lágrimas sobre os pelos que crescem onde os olhos se encontram. Também diminui anormalmente as aberturas dos dutos lacrimais das pálpebras e deixa com pouca umidade lacrimal no canto interno do olho. Os sintomas incluem secreção aquosa, manchas, acumulação de secreção nas bordas das pálpebras e irritação da pele debaixo dos olhos ou em torno do nariz. A obstrução do duto lacrimal é, muitas vezes, um sintoma de irritação, de gripe ou de clamídia, causando a conjuntivite.

Conjuntivite

A conjuntivite é a inflamação da membrana que reveste as pálpebras, podendo se estender até a córnea e causar deficiência visual ou cegueira nos gatinhos. A doença pode provocar edema e rubor nos olhos, deixando a terceira pálpebra visível. A secreção pode ser tanto aquosa e escorregadia, quanto grossa e amarelo esverdeado. A irritação, causada por corpos estranhos, como areia, terra, longos pedaços de pelo nos olhos ou que crescem dentro da pálpebra, podem causar conjuntivite. Para se verificar o crescimento de pelos no interior da pálpebra, é necessário a ajuda especializada de um veterinário, uma vez que o gato precisa estar sob anestesia geral.

Uma briga com outro gato pode causar um ferimento no olho ou na pálpebra, gerando, assim, outra causa de conjuntivite. O dano pode ser aparente e geralmente é curado com antibióticos. Se for grave, entretanto, pode ser necessário uma cirurgia. Qualquer lesão deve ser verificada pelo veterinário.

Degeneração ou descolamento da retina

A degeneração da retina provoca um brilho aparente dela. Os vasos sanguíneos da retina se tornam mais finos e, em casos avançados, são pouco visíveis. Ela pode separar o tecido subjacente, quando houver uma fuga ou um excesso de fluidos entre as camadas, ou sangramento. A pressão arterial elevada resultante de insuficiência renal ou de hipertireoidismo também podem causar a degeneração da retina.

O descolamento de retina é grave, pois há pouca esperança de restaurar a visão. A cegueira pode ser aparente, quando as pupilas estão maciçamente dilatadas e a superfície, normalmente lisa e côncava do olho, está cheia de dobras e rugas.

Glaucoma

O glaucoma é o aumento da pressão no interior do olho. Pode não haver sintomas visíveis ou o gato passa a ficar cada vez mais sensível à luz, e os olhos podem ficam com sangue ou inchados. Os gatos persas são propensos ao glaucoma, então leve-os regularmente a um veterinário.

Uveíte

A uveíte é normalmente encontrada junto a um vírus ou é causada por eles, por parasitas e por um câncer. Os sintomas incluem estrabismo, olhos piscando com frequência, secreção frequente, aumento de sensibilidade à luz, inchaço e vermelhidão, além da visão ficar turva e embaçada. A terceira pálpebra pode se tornar visível. Essa doença deve ser tratada por um veterinário.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível