Protocolos de genotipagem PCR

Escrito por yasmin zinni | Traduzido por marina pastore
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Protocolos de genotipagem PCR
O DNA é genotipado por meio do PCR (Comstock/Stockbyte/Getty Images)

A genotipagem se refere à determinação do código genético ou dos genes que formam um organismo ou uma espécie. Os cientistas geralmente realizam a genotipagem através de um método chamado reação em cadeia de polimerase, ou PCR, que permite a amplificação de uma única amostra de DNA em diversas cópias. A genotipagem PCR é uma prática comum em estudos de biologia molecular, que pode ser usada por meio de protocolos distintos e que incluem o estudo de animais transgênicos, micro-organismos como o plasmódio e etiquetagem fluorescente.

Outras pessoas estão lendo

Genotipagem PCR de plasmódios

O Plasmodium vivax é um micro-organismo que causa a malária, doença que afeta mais de 75 milhões de pessoas a cada ano na América do Sul e na Ásia, de acordo com o "Malaria Journal". O protocolo de genotipagem PCR do plasmódio envolve a análise de um fragmento de DNA chamado de Pvmsp1, usando amostras de sangue e um kit de análise de sangue e DNA Qiagen. Uma solução de Tris-HCI é usada para controlar acidez ou pH, que deve se manter em 8,3. Os técnicos então observam as amostras com um microscópio.

Etiquetagem fluorescente de fragmentos de PCR

Os técnicos podem analisar longas cadeias de moléculas de produtos de PCR através de um método chamado de eletroforese. Marcar certos fragmentos com tintas fluorescentes pode fazer com o que processo seja mais eficaz e os resultados mais precisos. De acordo com a The Samuel Roberts Noble Foundation, ao menos três etiquetas, que são fragmentos de DNA com fluorescência, devem ser analisadas durante este protocolo. Estas etiquetas muitas vezes diferem de áreas distintas de uma amostra.

Genotipagem PCR de roedores transgênicos

A genotipagem PCR de roedores transgênicos é um protocolo usado para detectar DNA transgênico em camundongos. Os técnicos extraem o DNA das células do rabo e adicionam água e calor por um minuto em um banho seco a 95 ºC. Depois disso, colocam as amostras no gelo. A solução de PCR inclui uma solução tampão de PCR para controlar a acidez, os nucleotídeos -- componentes das proteínas --, marcadores genéticos A e B e a enzima Taq polimerase. Após este procedimento, os técnicos misturam a solução com o DNA tratado pelo fogo e então executam a análise, como afirma o University of Michigan Health System.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível