Quais são os números que informam se o plástico é seguro para utilizar no micro-ondas?

Escrito por erin kadan | Traduzido por tiele machado
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Quais são os números que informam se o plástico é seguro para utilizar no micro-ondas?
Nem todo plástico é fabricado da mesma maneira (Jupiterimages/Comstock/Getty Images)

Plásticos são resultado da ciência; compostos criados a partir de combustíveis fósseis, possuindo algumas capacidades e propriedades surpreendentes. É espantoso que tantos compostos com qualidades similares possam ser criados sem que resultem na mesma coisa. Uma maneira de diferenciar os vários tipos de plástico é observando o símbolo da reciclagem; um triângulo de setas, geralmente encontrado na base dos recipientes. Dentro desse triângulo há, às vezes, um número que denota o tipo de plástico do qual o recipiente foi feito.

Outras pessoas estão lendo

Não são seguros no micro-ondas: 3, 6, 7

Ainda que o número dentro do símbolo de reciclagem não determine definitivamente se o plástico é necessariamente reciclável, ele definitivamente especifica se pode ir ao micro-ondas. Evite colocar os tipos 3 PVC, 6 poliestireno e 7 policarbonato. Eles são potencialmente cancerígenos e podem liberar na comida Besphenol A, uma toxina potencialmente mortal. Isso também inclui o tipo 6 Styrofoam.

Às vezes são seguros: 1, 2, 4

Tenha cuidado com os tipos 1 polietileno tereftalato, 2 polietileno de alta densidade e 4 polietileno de baixa densidade. Esses tipos são seguros para uso em micro-ondas quando reforçados com fortificadores químicos que previnem que o plástico derreta. Esses plásticos são misturados para criar recipientes de iogurte ou margarina, que definitivamente não podem ser utilizados no micro-ondas. Os tipos 1, 2 e 4 são seguros porque são resistentes ao calor e não derretem, mas não por serem seguros quando quentes e em contato com a comida.

O melhor: 5

O tipo 5 polipropileno é frequentemente etiquetado com "seguro para micro-ondas". Esse plástico é forte e resistente ao calor, e permanece transparente mesmo quando exposto ao molho de tomate. Quando recém retirado do micro-ondas, ele permanece frio. Porém, todos os plásticos derivam do petróleo; então, não importa o tipo de plástico, altas temperaturas fazem com que substâncias químicas sejam liberadas na comida. Quando o recipiente começar a entortar ou demonstrar sinais de uso, o dano aumenta; então, não continue a utilizá-lo em micro-ondas e lava-louças.

Tenha em mente

Na pressa de aumentar as vendas, algumas empresas que fabricam plásticos não fazem toda a pesquisa necessária para garantir que seu produto seja totalmente seguro. O BPA, ou Besphenol A, foi ligado a hormônios causadores de câncer em alguns produtos, particularmente em mamadeiras e garrafas esportivas. A toxina potencialmente mortal estava sendo liberada na comida quando o plástico aquecia, simulando o estrogênio e aumentando o risco de câncer de mama e baixa contagem de espermas em exames laboratoriais do Cancer Institute's Center for Environmental Ecology da Universidade de Pittsburgh. Não está claro se o corpo consegue processar e liberar a toxina. De acordo com a Scientific American, o National Institute of Environmental Health Sciences descobriu que o BPA prejudicava a fertilidade de camundongos: "Em animais, o BPA pode causar efeitos permanentes em apenas um curto período de exposição. Não é preciso que ele permaneça no corpo para causar um efeito".

Melhor prevenir do que remediar

Mesmo que as toxinas liberadas por plásticos submetidos ao calor não causam muitos danos notáveis hoje em dia, vidros e cerâmicas também funcionam bem em micro-ondas e são sempre seguros. Pense em utilizar um CorningWare ou um Pyrex da próxima vez que for esquentar seu burrito.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível