Quais são os perigos de comer a pimenta habanero?

Escrito por mike ludwig | Traduzido por sergio mosquim junior
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Quais são os perigos de comer a pimenta habanero?
Embora usadas em pratos, elas podem apresentar riscos à saúde (John Foxx/Stockbyte/Getty Images)

A pimenta habanero é uma das pimentas mais ardidas cultivadas e consumidas comercialmente. Os molhos e pratos com esta pimenta são populares em todo o Caribe, México e América Central, mas eles são geralmente ardidos demais para pessoas com paladares medianos. Na maioria dos casos, comer a pimenta habanero pura possui um risco a longo prazo para a saúde, mas até uma única pimenta pode ter um efeito intenso em sua língua e intestinos.

Outras pessoas estão lendo

A capsaicina traz o ardido

As habaneros e outras pimentas possuem seu ardor devido a capsaicina, um óleo encontrado nas sementes e partes internas das pimentas. Este óleo ativa os mesmos nervos que dizem ao cérebro que está muito quente e causa uma sensação de queimação. As unidades Scoville medem a quantidade de capsaicina e, portanto, o ardor presente em uma pimenta ou prato. De acordo com o site de pimentas Chilli World, as pimentas habanero possuem, tipicamente, entre 100.000 e 350.000 unidades Scoville de ardor. Em comparação, a pimenta dedo de moça possui de 30.000 a 50.000 unidades, e o molho de pimenta mais comum fica entre 1.000 e 5.000 unidades.

A capsaicina é um óleo potente, mas não existe evidência médica que de ele seja perigoso em qualquer quantidade. O boato de que pimentas causam úlceras é um mito, e a capsaicina, na verdade, ajuda a prevenir úlcera, pois ajuda o estômago a produzir mais suco gástrico, matando mais bactérias. A capsaicina pode agravar úlceras pré existentes e problemas digestivos, então aqueles que sofrem que qualquer dificuldade digestiva devem consultar seus médicos antes de comer pimentas habanero.

Seu cérebro também responde à sensação de queimação causada pela capsaicina liberando endorfinas e outras substâncias que aliviam a dor, e muitos entusiastas de pimentas reportam que eles são viciados na sensação que eles acabam tendo quando comem pimentas ardidas.

Proceda com cuidado

As habaneros possuem um alto nível de capsaicina, e os efeitos de comê-las podem ser extremamente dolorosos e eufóricos para os não acostumados. A sensação de ardor extremo fica na língua por 20 minutos ou mais. O estômago e os intestinos também podem sentir esta sensação e, em alguns casos, pode haver um desconforto estomacal ou digestivo.

Uma alta dose de capsaicina pode, temporariamente, elevar a pressão sanguínea e temperatura do corpo; então as pessoas que sofrem de hipertensão, ou possuem um histórico de doenças cardíacas na família, devem ter cuidado quando comer ou cozinhar com estas pimentas.

A capsaicina é um óleo que fica grudado nos dedos e pode causar uma dor séria se entrar em contato com os olhos ou outras áreas sensíveis. As pessoas que lidam com habaneros devem lavar suas mãos com água e sabão antes de tocar em qualquer parte de seus corpos.

Ardida e saudável

As habaneros são tanto saudáveis quanto ardidas. Pimentas ardidas possuem altos teores de minerais e vitaminas A e C. A capsaicina mata bactérias e parasitas intestinais indesejados, e algumas pessoas usam pimentas ou pós para limpar seus intestinos e trato digestivo.

É possível construir uma tolerância a capsaicina, então a melhor maneira de apreciar os benefícios das habaneros e outras comidas saudáveis é aumentar gradualmente a quantidade de comida apimentada presente em sua dieta. Embora não necessariamente perigosa, as habaneros possuem bastante força, e aventureiros culinários interessados no ardor podem apreciá-la melhor depois que aprenderem a lidar com isso.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível