Rachaduras que se formam em rochas devido à expansão

Escrito por victoria martin | Traduzido por rodrigo gammaro alves nunes
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Rachaduras que se formam em rochas devido à expansão
O resfriamento rápido de um leito de lava é um exemplo de como a variação de temperatura pode causar rachaduras na rocha (Thinkstock/Comstock/Getty Images)

Meteorização é um termo geológico que se refere às forças físicas, químicas ou biológicas que quebram rochas. O processo pode causar rachaduras verticais nas rochas, chamadas de "articulações". Ao desenvolver articulações, principalmente através desse processo, as forças diferentes causam a fratura das rochas, expondo mais área de superfície.

Outras pessoas estão lendo

Diaclase

As diaclases são linhas de fratura que se desenvolvem quando a rocha se expande através de extremos de calor ou frio, ou quando a pressão interna é liberada de forma abrupta. Ao surgir as articulações, essas rachaduras expõem mais superfície de rocha à ação da meteorização tanto abrindo mais as diaclases quanto esmerilhando continuamente as áreas expostas. Rochas continuamente expostas ao processo de meteorização se quebram em pedaços cada vez menores, algo que pode durar centenas ou milhares de anos.

Variação de temperatura

Rochas se formam a partir de diferentes minerais, que se combinam para formar uma estrutura sólida e rígida. Esses minerais podem se misturar de forma desigual, reagindo às mudanças de temperatura de diferentes maneiras com diferentes minerais. Algumas rochas, quando expostas durante todo o dia a altas e baixas temperaturas, racharão com o tempo, porque os minerais internos expandem no calor do dia e contraem quando o sol se põe. Rochas também podem rachar quando expostas a temperaturas extremas em incêndios ou atividade vulcânica. Temperaturas flutuantes são um aspecto de resistência física e uma das principais causas de fissuras em rochas.

Efeitos da pressão

Rochas podem conter gases aprisionados ou uma placa de rocha pode estar localizada no topo de uma câmara contendo algum líquido ou gás. Mudanças de pressão que essas substâncias exercem sobre a estrutura rochosa circundante podem comprometer o alinhamento da estrutura mineral da rocha ou enfraquecer as ligações entre os minerais, causando rachaduras na estrutura. Isso pode acontecer quando um líquido subterrâneo ou óleo é drenado, ou se uma mina desaba sob o solo. Mudanças de pressão são outro exemplo de como a meteorização pode desenvolver diaclases em rochas.

Expansão da diaclase

A meteorização também pode expandir diaclases existentes nas rochas, acelerando sua decomposição. Em outro processo, a água se expande à medida que esfria para formar gelo. Quando gelo se forma em uma estrutura rochosa, ele pode exercer força suficiente para ampliar as diaclases já existentes nas rochas. Na meteorização biológica, as raízes das plantas crescem em diaclases alargando as fendas à medida que o tamanho das raízes aumenta ao longo da sua vida.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível