Como usar a regra dos terços na composição fotográfica

Escrito por ehow contributor | Traduzido por ana carolina fernandes
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como usar a regra dos terços na composição fotográfica
Use a regra dos terços na composição fotográfica

Algumas pessoas não gostam de filmes de terror e desenvolvem um mecanismo de defesa, olhando para o canto inferior esquerdo da tela do filme durante as partes assustadoras. Isso constitui uma aplicação prática da regra dos terços. Esse mecanismo funcionou durante anos, até que Ridley Scott decidiu não aplicar a regra em pelo menos duas cenas em "Alien". A chave para usar a regra dos terços na composição fotográfica é saber quando aplicá-la. O princípio básico por trás da regra dos terços é dividir a imagem em três linhas na horizontal e três linhas na vertical, ao compor o plano. Nessa teoria, para fazer com que uma imagem seja interessante visualmente, ela precisa enquadrar o assunto no quadrado central, ou perto do quadrado central da composição. Este artigo tentará ajudá-lo a compreender os conceitos básicos de composição fotográfica usando a regra dos terços

Nível de dificuldade:
Moderadamente fácil

Outras pessoas estão lendo

O que você precisa?

  • Uma câmera
  • Paciência
  • Tempo para praticar

Lista completaMinimizar

Instruções

  1. 1

    A regra dos terços tem suas origens na filosofia grega clássica. Eles descobriram que as coisas eram mais agradáveis visualmente quando se apresentavam em determinadas maneiras. Aplicada à fotografia, a linha horizontal superior é chamada a "linha do olho" e a linha horizontal inferior é chamada a "linha do horizonte". Em um retrato, olhos do retratado estariam na linha dos olhos e em uma paisagem, o horizonte se situaria na linha do horizonte. A regra também sugere que os elementos de imagem devem estar nos pontos centrais da composição. É claro, há escolas de fotografia que acreditam que um tema nunca deve ser colocado passivamente no centro da imagem. O princípio da regra dos terços deve ser levar o fotógrafo a se questionar: "O que estou fotografando?". É preciso fazer esta pergunta em primeiro lugar e, em seguida, compor a sua imagem, considerando a regra dos terços. É uma regra, não uma lei.

  2. 2

    O que você acha desta imagem? À primeira vista, parece uma boa composição. A exposição é boa e as cores estão corretas. No entanto, o que ela retrata? É uma imagem do céu, de um tronco ou de uma montanha? Apenas não está muito claro, não é?

  3. 3

    Agora vamos aplicar a regra dos terços. Há alguma coisa no quadrante central? Há qualquer parte do assunto em torno dos pontos de interseção? O horizonte na foto coincide com a linha do horizonte? A resposta é não, esta não é uma imagem muito bem composta. Não há uma tensão dinâmica e a imagem não conta uma história. Se uma imagem tiver uma boa exposição e elementos temáticos, isso não basta para considerá-la uma imagem bem composta.

  4. 4

    Os pontos de interesse na foto não têm que tocar uma dessas linhas para se beneficiarem da regra dos terços. O olho tende a viajar para o ponto mais claro no centro e, em seguida, para o ponto mais escuro em um dos pontos de interseção. Esse movimento do olho é chamado de fluxo do olhar e todos os artistas e fotógrafos desejam controlar a maneira como você vê a imagem de modo que possa ver o que eles veem. Essa imagem está bem composta e controla o movimento do olho através da visualização da imagem. Você tende a olhar primeiro para o destaque do barco a remo de linha no quadrante central inferior da imagem e, em seguida, o olho corre até o pequeno edifício no centro do pequeno porto. A composição e o fluxo do olhar tornam quase impossível enxergar a imagem de outra forma.

  5. 5

    Qual dessas fotos tem a melhor composição? Todas elas estão em conformidade com a regra dos terços, mas a maioria das pessoas optaria pela imagem número 3. A razão é que você poderá ver todo o veado e não há contato visual com a câmera. A regra dos terços é apenas um dos elemento de uma boa composição. Você também precisará de uma boa exposição, um bom balanço de cores, foco nítido e bom fluxo do olhar através da imagem. A regra dos terços é um ponto de partida para boas composições, mas não é o único elemento.

  6. 6

    Há nove quadrantes em um único quadro de imagem para preencher o plano com conteúdo. Nesta imagem, o conteúdo não pode se perder. Não importa para onde olhe ou como seu olho é guiado, você verá a imagem de um cavalo e um cavaleiro um pouco borrada, pela velocidade da ação. É quase impossível não perceber a intenção ou sentimento desta imagem. Os cinco quadrantes centrais são preenchidos com a imagem que se pretende visualizar. Lembre-se, esta é uma regra feita para ser quebrada. Sempre pergunte a si mesmo em primeiro lugar: "o que estou fotografando?", antes mesmo de olhar para o visor. Em seguida, olhe para o visor e mentalmente divida-o em nove quadrantes antes de expor a imagem. Essa prática simples fará de você um fotógrafo melhor.

Dicas & Advertências

  • Não centralize todas as suas fotografias, aplique a regra dos terços ao compor uma imagem. A regra dos terços é apenas uma orientação, depois de muitas fotos tiradas, ela se manifestará naturalmente. Sempre se pergunte: "isto é uma imagem de quê?". Mesmo quando compondo um retrato, você quer contar uma história.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível