Remédios seguros para aliviar a dor em coelhos

Escrito por cate burnette | Traduzido por lara scheffer
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Remédios seguros para aliviar a dor em coelhos
É importante que os donos observem seus coelhos diariamente para detectar mudanças no comportamento (Jupiterimages/Comstock/Getty Images)

Os donos de animais de estimação sabem quando seu cão ou gato está doente ou sentindo dores — os sinais são fáceis de se perceber, então é fácil agir para aliviá-los. Porém, esses sinais não são apresentados por coelhos, declara a Drª. Susan Brown em seu livro "The Importance of Analgesia (Pain Killers) for Pet Rabbits" ("A Importância de Analgésicos para Coelhos de Estimação", em tradução livre). Ela diz que é "importante que você seja familiarizado com seu animal de estimação e observe suas ações diariamente para que possa detectar mudanças de comportamento. Suas observações serão uma parte importante do histórico que deve ser dado ao veterinário, sendo uma parte essencial do processo de diagnóstico".

Outras pessoas estão lendo

Sinais de dores

Os sinais de que seu coelho está sentindo dores incluem a relutância em se mover ou uma postura anormal. Seu animal de estimação pode parecer deprimido ou letárgico, desinteressado no que está acontecendo à sua volta. Talvez ele ranja os dentes ou produza sons quando é pego no colo ou durante a micção e a evacuação. O coelho pode parar de comer e beber ou levar muito mais tempo para comer do que o normal. Segundo a Drª. Brown, a dor e o estresse a longo prazo causam úlceras gástricas e, em casos extremos, falência sistêmica dos órgãos.

Analgésicos

Os veterinários geralmente administram um analgésico opioide durante e após um procedimento cirúrgico e após traumas mais graves. Derivados do ópio, esses medicamentos sedam o coelho e também aliviam a dor, funcionando para acalmar a disposição nervosa natural do animal. A maioria dos opioides veterinários (tipicamente butorfanol, morfina e meperidina) aliviam a dor por apenas duas a quatro horas, enquanto a buprenorfina (o tipo mais comumente usado em coelhos) dura por até 12 horas. Os médicos também prescrevem o tramadol para aliviar a dor de moderada a forte em coelhos, geralmente após a cirurgia e em doses menores do que os outros remédios devido aos efeitos bem fortes que o remédio tem nesses animais.

Os anti-inflamatórios não-esteroides controlam a inflamação e o inchaço, além de funcionarem como analgésicos. Os veterinários os usam para tratar certas afecções musculoesqueléticas, incluindo artrite e traumas nos membros; eles também são usados para dor em incisões e em abscessos cutâneos. Devido à conhecida longa duração desses anti-inflamatórios no corpo do coelho, os médicos os prescrevem com opioides para aliviar a dor após cirurgias. Os remédios desse tipo incluem carprofeno, aspirina, ibuprofeno, piroxicam e meloxicam, sendo este último o mais prescrito. Os donos de coelhos devem monitorar seus animais, buscando detectar problemas gastrointestinais durante o uso duradouro dos anti-inflamatórios não-esteroides e devem consultar um veterinário antes de administrar medicamentos vendidos livremente, como a aspirina e o ibuprofeno.

Os médicos prescrevem anestésicos locais, geralmente a lidocaína ou a mepivacaína, para procedimentos cirúrgicos mais simples, incluindo biópsias cutâneas, remoção de pequenos tumores e colocação de tubos nasogástricos. Durante exames oculares completos ou tratamentos oftalmológicos simples, os médicos pingam proparacaína, um anestésico óptico, na córnea para que o coelho não sinta dor. Os veterinários não usam anestésicos locais para o alívio da dor a longo prazo, pois suas ações são tipicamente curtas.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível