Como remover um cisto da fenda branquial

Escrito por richard daub | Traduzido por anderson gandor
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como remover um cisto da fenda branquial
Um cisto da fenda branquial é uma massa que se desenvolve sob a pele no pescoço de uma pessoa perto da faringe e do músculo esternocleidomastoideo (Medioimages/Photodisc/Photodisc/Getty Images)

Um cisto da fenda branquial é uma massa que se desenvolve sob a pele no pescoço de uma pessoa perto da faringe e do músculo esternocleidomastoideo. Estes cistos são o resultado de uma falha durante o desenvolvimento do embrião para remover a fissura branquial, que é uma característica nos peixes que eventualmente se desenvolve em brânquias (“branquial” é uma palavra grega que significa “brânquias”). De acordo com Dr. Thanh Nguyen, da Baylor College of Medicine, em Houston, Texas, a remoção cirúrgica destes cistos é necessária porque sua presença carrega uma alta taxa de infecção e deve ser removida logo que possível em pacientes com idade superior a 6 meses até a fase adulta.

Nível de dificuldade:
Moderadamente desafiante

Outras pessoas estão lendo

O que você precisa?

  • Médico

Lista completaMinimizar

Instruções

  1. 1

    Se você notar um caroço em seu pescoço, faça uma consulta com seu médico imediatamente. Um clínico geral poderá indicar um especialista em ouvido, nariz e garganta.

  2. 2

    Realize um exame e diagnóstico do nódulo. De acordo com Dr. Nguyen, da Baylor College of Medicine, detectar um cisto da fenda branquial é difícil porque ultrassonografias e tomografias computadorizadas não são eficazes na diferenciação entre cisto e metástases císticas. Endoscopia, tonsillectom ipsilaterais e biópsia cega são os métodos recomendados de diagnóstico.

  3. 3

    Se você for diagnosticado com um cisto da fenda branquial, discuta as diferentes opções cirúrgicas disponíveis para a remoção. Nguyen, da Baylor, indica que o tratamento mais comum é a completa excisão do cisto branquial ou do trato sinusal. No entanto, pesquisadores do Masan Samsung Hospital, em Seul, na Coréia, publicaram um estudo intitulado “Sclerotherapy of Branchial Cleft Cysts Using OK-432″ em que o cisto da fenda branquial foi tratado de forma não cirúrgica com OK-432 (picibanil), que anteriormente tinha sido utilizada para tratar a rânula e linfangioma. Mais 60% dos 23 pacientes tratados com este método mostraram regressão completa, embora apenas um deles não tenha respondido e tenha sido submetido à excisão cirúrgica. Os pesquisadores concluíram que este tratamento foi eficaz e seguro e deve ser considerado como uma opção antes da excisão.

  4. 4

    Após sua cirurgia, agende exames de acompanhamento com seu médico.

Dicas & Advertências

  • Nguyen indicou que há algum debate na comunidade médica sobre quando um paciente com um cisto da fenda branquial deve se submeter à cirurgia. No período neonatal, ele indica que a cirurgia pode ser adiada até que a criança alcançar de 3 a 6 meses. Após 6 meses de idade, ele recomenda que a cirurgia deva ser feita logo que possível.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível