Como reparar comportamentos infantis e provocadores

Escrito por darrin meyer | Traduzido por mariana mendonça
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como reparar comportamentos infantis e provocadores
Fazer um escândalo em público é uma das maneiras através das quais uma criança demonstra provocação (Jupiterimages/Polka Dot/Getty Images)

Um dos desafios de ser pai é a frustração e impotência que se pode sentir ao ver um filho agir contra você, seja verbalmente, fisicamente ou ambos. O tipo e a intensidade da rebeldia podem variar, dependendo da idade da criança, assim como depende também a reação recomendada para esse comportamento. Embora não exista uma maneira de "consertar" como uma pessoa age, especialmente uma criança, existem maneiras de lidar com o seu filho quando esses episódios ocorrem, para evitar piorar a situação e para manter as linhas de comunicação abertas.

Nível de dificuldade:
Moderadamente desafiante

Outras pessoas estão lendo

Instruções

  1. 1

    Perceba que, quando crianças (de 8 anos de idade ou menos) agem errado, brigam e desobedecem, elas ainda estão em fase de afirmação de independência e teste de limites. Evite discussões, fornecendo opções para elas em questões simples, como qual camisa vestir, em vez de mandar. Enfatize o positivo recompensando o bom comportamento, ao invés de apenas reagir ao comportamento negativo com sermões e punição. Além disso, analise o que está provocando o comportamento negativo para trabalhar em corrigir a causa subjacente.

  2. 2

    Ensine seus filhos desde novos que todos devem ajudar, e lembre-os de que a família é um sistema de apoio mútuo. Instrua as crianças a ajudar em pequenas tarefas para atender e estimular o seu desejo de serem úteis, e seja consistente sobre as tarefas e regras à medida que seus filhos crescem, assim como sobre as punições por quebrar essas regras, especialmente em casas com mais de uma criança.

  3. 3

    Forneça consequências apropriadas para cada idade, quando seus filhos agirem errado. Introduza a eles a importância de se assumir a responsabilidade por suas ações, seja limpando a bagunça que fizeram deliberadamente ou pedindo desculpas por terem gritado com você ou com outra pessoa. Torne clara a diferença entre estar chateado com o comportamento deles e estar decepcionado com eles pessoalmente.

  4. 4

    Use frases curtas e repetições para disciplinar as crianças mais novas, para garantir que elas entendam. Dê-lhes tempo para se acalmarem, explique porque seu comportamento foi errado e incentive-os a se controlar, em vez de simplesmente tentar exercer controle sobre eles. Explique-lhes que um castigo é um período de reflexão, para você assim como para eles, para evitar causar uma explosão maior.

  5. 5

    Envolva seus filhos na busca de uma solução para o que está causando suas ações contra você, em vez de simplesmente dizer a eles o que devem fazer. Seja firme, mas incentive-os a encontrar uma forma mais respeitosa de dizer ou demonstrar o que eles querem. Ensine-os que falar calmamente é uma maneira mais eficaz de fazerem valer seu ponto de vista. Mantenha a calma mesmo nos momentos acalorados, para reforçar este ponto.

  6. 6

    Direcione seus filhos para longe de influências negativas à medida que envelhecem, e esteja ciente de quais são essas influências, que incluem programas de TV, videogames e pressão dos colegas. Continue a manter uma relação calorosa, para que eles possam expressar suas frustrações de uma forma saudável. Incentive-os a regularem suas emoções, especialmente a raiva, e ensine-os a superar situações difíceis.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível