Respostas aos ecossistemas destruídos por desastres naturais

Escrito por alexander sam | Traduzido por ricardo soares
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Respostas aos ecossistemas destruídos por desastres naturais
Os desastres naturais podem danificar permanentemente os ecossistemas locais (Natural disaster image by Tomasz Pawlowski from Fotolia.com)

Os desastres naturais ocorrem em todas as formas — tornados, enchentes, furacões, deslizamentos de terra e incêndios florestais — e representam sérios riscos para os seres humanos e o ecossistema local. Embora eles muitas vezes resultem de condições climáticas e suas mudanças, os desastres naturais podem ter consequências duradouras sobre o meio ambiente local. A humanidade não pode controlar quando os desastres naturais ocorrem, mas há uma oportunidade para responder ao ecossistema local e evitar danos permanentes a ele.

Outras pessoas estão lendo

Respostas aos deslizamentos de terra e de lama

Um dos desastres naturais mais comuns é o deslizamento de terra, que normalmente ocorre após períodos de chuvas contínuas e afeta áreas com erosão elevada do solo. As áreas mais vulneráveis ​​são as encostas íngremes e áreas queimadas por incêndios, que deixam de ter um sistema de raízes para fixar o solo. Isso também pode incluir as áreas agrícolas, que removem as áreas florestais anteriores para o cultivo. A resposta mais comum aos ecossistemas que levam a ameaça de deslizamentos de terra ou de deterioração da terra é renovar o sistema de raízes das plantas. Isso envolve a plantação de árvores e arbustos, que ao longo do tempo fixarão o solo e evitarão a erosão. O objetivo com esse tipo de resposta é preservar e proteger as áreas de maior erosão desse ecossistema.

Respostas à inundação

As enchentes ocorrem normalmente após longos períodos de chuva, o que transborda os lagos, córregos e rios, não deixando lugar para a água escorrer. As comunidades que ficam em áreas baixas ou perto de corpos de água precisam agir com extrema cautela após quedas frequentes de chuva ou durante os períodos de degelo, quando grandes quantidades de neve ou gelo são incapazes de serem absorvidos pelo solo. A resposta mais importante a esse desastre natural é a de estabilizar a região criando canais de drenagem e garantir que um vazamento de esgoto não tenha comprometido as fontes de água e de comida. Após a estabilização da região, o próximo passo é avaliar os danos às árvores e vegetação na área e determinar se elas irão se regenerar por conta própria. A limpeza do lixo e detritos transportados pela inundação também necessitam ser realizadas

Respostas aos incêndios florestais

Os incêndios florestais ocorrem naturalmente e têm a função de regenerar os nutrientes do solo pela queima das folhas mortas no chão. Embora eles desempenhem uma função importante, são imprevisíveis e perigosos, pois se espalham rapidamente usando o vento e a vegetação seca como combustível. A prática mais comum para responder à ameaça potencial dos incêndios florestais é controlar as chamas em determinadas áreas que representam um risco. Isso inclui áreas que têm um acúmulo de folhagem seca e morta. Se uma queima controlada não for possível, então o próximo passo é o de remover os detritos secos e limitar a possibilidade de que um incêndio espontâneo ocorra.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível