Como sacrificar um hamster doente

Escrito por ehow contributor | Traduzido por lara scheffer
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como sacrificar um hamster doente
Poderá ser necessário sacrificar seu hamster doente, para que ele não passe mais por tanta dor (BananaStock/BananaStock/Getty Images)

Ter um animal de estimação doente nunca é fácil, mesmo quando ele é tão pequeno quanto um hamster. É ainda mais difícil quando a eutanásia se torna uma possível opção de tratamento. Acabar com a vida de um animal nunca é uma opção agradável para qualquer amante de animais, principalmente quando ele é um membro querido da família. Porém, às vezes, esse amor significa acabar com a dor desnecessária. Esse artigo poderá ajudá-lo a tornar essa decisão um pouco mais fácil.

Nível de dificuldade:
Moderado

Outras pessoas estão lendo

Instruções

  1. 1

    Estabeleça a fonte do problema do hamster. Analise os comportamentos recentes e o ambiente do animal, para determinar se o problema é uma possível doença ou uma lesão. Se descobrir que o hamster está machucado, procure por um veterinário o mais rápido possível.

  2. 2

    Separe o hamster doente dos outros, para evitar transmitir a possível doença aos animais saudáveis. Limpe e esterilize a gaiola o máximo possível.

  3. 3

    Mantenha o animal doente em uma área silenciosa, para diminuir o estresse, e dê muita água para ele. Monitore os sintomas da doença de perto.

  4. 4

    Procure por ajuda veterinária, se os sintomas não melhorarem ou se começarem a piorar. Leve a idade do animal em consideração. A expectativa de vida média para hamsters é de três anos.

  5. 5

    Determine, com a ajuda de um veterinário de confiança, se a eutanásia é a melhor opção para o seu hamster. Como são pequenos, frequentemente os hamsters pioram rapidamente e pode ser que não haja mais como ajudá-los, quando a doença aparece.

  6. 6

    Pergunte sobre os possíveis procedimentos da eutanásia, para garantir que usem a opção mais humana. Os procedimentos mais comuns são uma injeção de uma solução que o sacrifica ou administrar anestesia ou dióxido de carbono inalados.

  7. 7

    Permita-se ficar de luto. Mesmo animais de estimação que vivem pouco encontram o caminho para o coração de seus donos. É totalmente normal e aceitável ficar de luto por esse animal de estimação, assim como por um gato ou cachorro que viveu mais.

Dicas & Advertências

  • Alguns sinais de um hamster doente são mudanças no temperamento, cauda suja ou molhada, olhos fundos, perda de peso, dificuldade ao respirar ou se mover.
  • A diarreia, que resulta na chamada "cauda molhada", é especialmente perigosa em hamsters. Ela progride rapidamente e geralmente resulta na morte do animal.
  • A eutanásia deve ser feita apenas por um veterinário, para garantir que o animal seja sacrificado rapidamente e, mais importante, com a menor dor possível.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível