O significado da estrela de Davi no holocausto

Escrito por judy fisk | Traduzido por ana simoes
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
O significado da estrela de Davi no holocausto
Os judeus eram identificados pela Estrela de Davi amarela no Terceiro Reich de Hitler (star of david image by Pix by Marti from Fotolia.com)

Durante a Segunda Guerra Mundial, os judeus eram identificados pela Estrela de Davi amarela, como um símbolo de ódio e escárnio. Contudo, por tudo o que o povo judeu sofreu durante o holocausto, a estrela traz hoje um símbolo de nacionalismo e orgulho.

Outras pessoas estão lendo

Identificação

A Estrela de Davi, ou o Escudo de Davi, é o símbolo judeu mais importante hoje em dia. Ela é formada por 2 triângulos equiláteros intercalados que formam uma estrela de 6 pontas ou um hexagrama.

Evolução

Os emblemas usados pelo governo alemão para identificar os judeus durante a Segunda Guerra variavam de acordo com a posição geográfica e o período. No começo da guerra, os judeus usavam faixas amarelas ou brancas nos braços com uma Estrela de Davi azul ou amarela. O emblema mais reconhecido, finalmente adotado pela Alemanha, Polônia, França, Holanda, Boêmia e Morávia, Bélgica e Eslováquia foi a Estrela de Davi amarela, de contorno preto e com a inscrição "Judeu" no centro. Contudo, algumas regiões usavam uma estrela completamente amarela ou uma estrela estampada em um círculo preto.

Função

O governo alemão introduziu a Estrela de Davi para organizar a perseguição e destruição da raça judaica. Antes da obrigatoriedade do emblema não era fácil identificar os judeus europeus, principalmente se eles não tivessem nenhum traço judeu distinto. Contudo, quando forçados a usar a estrela, os judeus passaram a ser facilmente identificados, excluídos da sociedade, encurralados nos guetos e campos de concentração, sendo finalmente assassinados.

História

Apesar da Estrela de Davi ser originalmente usada nos tempos medievais como um símbolo místico, o povo judeu praticamente adotou-a como símbolo de seu povo no século 19.

Os nazistas usaram a Estrela de Davi para identificar os judeus para poder persegui-los e exterminá-los durante a Segunda Guerra Mundial.

A primeira referência em identificar os judeus não veio dos nazistas e sim de Robert Weltsch, um judeu alemão e sionista. Durante o boicote declarado dos nazistas às lojas que pertenciam a judeus, estrelas amarelas foram pintadas sobre as janelas. Weltsch escreveu um artigo logo após o incidente entitulado "Tragt ihn mit Stolz den Gelben Fleck," traduzido como "Vistam o emblema amarelo com orgulho". Mal sabia ele que, muito em breve, os judeus estariam literalmente vestindo os emblemas.

Em 9 e 10 de novembro de 1938, a milícia nazista na Alemanha e Áustria atacou os judeus, agredindo-os e matando-os, saqueando suas casas e lojas e queimando suas sinagogas. Cerca de 100 judeus foram mortos e milhares de casas e negócios foram destruídos. Esse evento ficou conhecido como "Krystallnacht" ou "a noite dos vidros quebrados".

Dois dias depois, sob a direção do propagandista e braço direito de Hitler, Joseph Goebbels, os líderes nazistas se encontraram com um propósito duplo: fazer a população acreditar que os judeus eram culpados pela Krystallnacht, assim o governo alemão poderia culpá-los legal e financeiramente e usar o terrível evento como desculpa para criar leis antissemitas. Neste encontro, Reinhard Heydrich, chefe da Gestapo, sugeriu que todos os judeus devessem usar um emblema amarelo.

Pouco depois do início da Segunda Guerra Mundial em 1939, os nazistas obrigaram todos os judeus da recém-ocupada Polônia a usarem uma faixa amarela no braço de 10 cm de largura, logo abaixo da axila. Mais tarde, a faixa amarela foi substituída por uma faixa estampada com a Estrela de Davi azul ou amarela. Finalmente, em 1941, os emblemas dos judeus na Alemanha e Polônia se tornaram estrelas amarelas, contornadas de preto, com a palavra "judeu" no centro. Muitos países seguiram esse exemplo, mas alguns mantiveram seus próprios desenhos.

Muitos judeus tentaram burlar o governo escondendo suas estrelas. Quando o emblema era uma faixa branca com uma estrela, os judeus vestiam camisas ou blusas brancas. Quando uma grande estrela era para ser usada do lado esquerdo do peito, alguns judeus carregavam objetos grandes que escondiam a estrela. Alguns judeus usavam alfinetes de segurança em vez de costurá-las na roupa. Isto permitia que eles variassem seus guarda roupas, uma vez que possuíam muito mais roupas que estrelas. Permitia também que eles as removessem rapidamente caso pressentissem perigo. Finalmente, o governo alemão tornou as estrelas presas com alfinetes uma ofensa digna de punição e algumas autoridades ordenaram que estrelas adicionais fossem costuradas nas costas e nos joelhos.

Equívocos

Muitas pessoas associam o emblema com a Estrela de Davi durante o Holocausto à ascensão de Hitler ao poder em 1933. Mas o governo alemão não introduziu oficialmente os emblemas obrigatórios até o começo da guerra em 1939.

A ideia de perseguir o povo judeu não se originou com o partido nazista de Hitler. Povos de todo o mundo perseguiram judeus e os forçaram a usar certos tipos de marcas. Em 807 a.C., Abbassid caliph Haroun al Raschid obrigou os judeus a usarem cintos amarelos e chapéus em forma de cone. O papa Inocêncio 3 e o Quarto Concílio de Latrão decretaram em 1215 que judeus e muçulmanos deveriam ser identificados por suas roupas. O rei Henry 3, da Inglaterra, ordenou que os judeus usassem um emblema no formato dos 10 mandamentos e Luís 9 da França forçou-os a usar círculos amarelos em suas roupas. Na Alemanha e na Áustria, os judeus foram obrigados a usar um chapéu chamado "chapéu da vergonha" ou "chapéu judeu", um acessório que os judeus usaram livremente até antes das cruzadas. Por volta de 1500, esses chapéus foram substituídos por um emblema. Não foi até o século 18 que os países começaram a abolir suas leis discriminatórias e antissemitas.

Efeitos

Quando os emblemas foram finalmente implementados durante o regime nazista, os judeus estavam bravos, humilhados e com vergonha de deixar suas casas. Mas a vergonha se transformou em medo. Um judeu que fosse pego sem o emblema poderia receber uma multa, ser espancado, preso e até mesmo morto. Se um judeu fosse pego com uma Estrela de Davi amassada ou um pouco fora do lugar, ele podia ser punido severamente. Mas todos os que usavam a estrela eram evitados pela sociedade, proibidos de frequentar as escolas, negócios e lojas e sujeitos à sempre presente possibilidade de serem arrancados das ruas e arrastados aos campos de concentração pela Gestapo. Muitos judeus simplesmente desapareceram dessa forma.

Hoje em dia, por causa das atrocidades do Holocausto e do emblema que os judeus foram forçados a vestir, a Estrela de Davi se tornou um símbolo de martírio, valentia e heroísmo.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível