Sintomas de hérnias epigástricas

Vendo 1 de 3
  • Hérnia é a saída (protusão) de uma estrutura de sua cavidade normal através de uma abertura congênita ou adquirida. Dentre os tipos de hérnias, as abdominais são as mais comuns. Uma hérnia epigástrica consiste na protusão do intestino através do peritônio, membrana que reveste e cobre as paredes abdominais. As hérnias epigástricas ocorrem entre o umbigo e o peito. Geralmente, seus sintomas são leves, mas pode haver piora do quadro caso o intestino ou outros órgãos próximos comecem a ficar estrangulados na parede do músculo.

    Deslize aqui para continuar
  • Inchaço abdominal

    Uma hérnia epigástrica pode causar inchaço no abdômen na hora de se exercitar ou praticar movimentos bruscos. Por exemplo, ao se agachar ou fazer muito esforço para alcançar algo, a protuberância da hérnia pode ser percebida por baixo da pele no abdômen. O Dr. James Lee do Centro Médico da Universidade de Maryland informa que, ao se deitar para descansar, essa saliência deve desaparecer, caso contrário, deve-se procurar um médico.

  • Dores

    Os sintomas da hérnia epigástrica geralmente não incluem dores quando for pequena. No entanto, caso ela cresça ou fique presa entre os músculos abdominais, a região afetada ficará dolorosa e sensível. Esses sintomas devem ser reportados ao médico.

  • Náusea e vômito

    Náusea e vômito não são sintomas comuns da hérnia epigástrica. Caso esses sintomas ocorram ao longo de dores ou febre crescentes, deve-se procurar imediatamente assistência médica. Náusea e vômito são sintomas de graves complicações da hérnia epigástrica.

  • Febre

    Outro sintoma da hérnia epigástrica que indica piora é a febre. Normalmente uma simples hérnia não deve causar febre. Mas caso você ganhe, procure logo o seu médico. É provável que a febre se deva à interrupção do fluxo sanguíneo na parte do tecido em que ocorreu a protusão.

    Foto: thermometer image by Marek Kosmal from Fotolia.com
  • Descoloração da pele

    A descoloração da pele na região da hérnia é sinal de grave complicação chamada hérnia estrangulada. As autoras do livro ''Medical-Surgical Nursing: Critical Thinking for Collaborative Care'' (Enfermagem médico-cirúrgica: Pensamento crítico do cuidado colaborativo, em tradução livre) explicam que a hérnia estrangulada ocorre quando a hérnia epigástrica fica presa. Isso significa que a parte do órgão, como o intestino, presa na cavidade aberta no músculo, pode ter o seu fluxo sanguíneo interrompido causando intensa dor abdominal e possivelmente, náusea e vômito. A hérnia ficará saliente e, provavelmente, visível na região abdominal. Essa região pode perder a coloração natural, ficando azulada ou preta. Uma hérnia estrangulada é uma situação de emergência cujo tratamento inclui cirurgia. Deve-se procurar assistência médica imediata sempre que se notar uma mudança de coloração da pele na região da hérnia.

  • Deslize aqui para saltar publicidade
Vendo 1 de 3
Ver tudo em uma página
Mais artigos como este

Foto