Sobre suspensões automotivas

Escrito por dan ketchum | Traduzido por vanessa arnaud
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Sobre suspensões automotivas
O sistema de suspensão reduz o impacto de estradas esburacadas (Thinkstock/Comstock/Getty Images)

Ainda que você não conheça o sistema de suspensão do seu carro, ele está lá desempenhando suas funções. Assim como a suspensão de uma ponte mantém seus visitantes fora da água, a suspensão de um veículo impede que a estrada atrapalhe o percurso. Conforme seu carro passa por uma lombada, buraco ou poça d'água, é o sistema de suspensão - que literalmente suspende a estrutura e o motor do carro sobre as rodas - que ajuda a reduzir os impactos para o motorista e os passageiros.

Outras pessoas estão lendo

Tipos

Eixo rígido e suspensão independente são os dois tipos principais de suspensões automotivas. A suspensão de eixo rígido, comum em caminhões e veículos "off-road", consiste em uma peça abaixo do chassi do carro onde uma barra horizontal conecta duas rodas. Este tipo durável de suspensão permite carregar cargas pesadas e trafegar por terrenos bastante irregulares. A suspensão tipo "Twin-I-beam" difere do eixo rígido, consistindo em um eixo para cada roda. Sistemas de suspensão independente, o tipo mais comum em veículos de passeio típicos, permitem a cada roda trabalhar independentemente das outras em um eixo vertical.

Componentes principais

Além das rodas e pneus, os eixos servem como um componente central do sistema de suspensão. Estes cabos ou hastes se prendem às rodas de ambos os lados do carro. As molas e amortecedores reagem ao choque com superfícies irregulares, absorvendo-o antes que alcancem a estrutura do carro. Praticamente todos os carros de passeio comuns apresentam uma mola em cada canto do sistema de suspensão. Os amortecedores recebem os choques vindos das molas e convertem os movimentos de oscilação em energia térmica. Os amortecedores utilizados nas molas são conhecidos como braços da suspensão. Outros componentes são o mancal, braços triangulares, articulações, soldaduras, hastes e cabos.

Objetivo

Em todos os tipos de sistemas de suspensão, cada componente trabalha juntamente com os demais por um mesmo objetivo: manter os pneus do carro em contato com o chão, proporcionando uma viagem confortável aos passageiros. Nas suspensões de eixo rígido e nas independentes, um eixo se liga às rodas, que são revestidas por pneus. Os pneus reduzem os ruídos, a vibração e a percepção das irregularidades durante o trajeto. A parede dos pneus proporciona ao motorista um feedback tátil pelo volante. Desta forma, o sistema de suspensão atua conjuntamente com o de direção.

Alinhamento e aprimoramentos

Um alinhamento adequado proporciona efeitos positivos na eficiência do sistema de suspensão. A suspensão deve proporcionar um "caster", que faz o volante voltar à posição inicial por conta própria; um "camber", que é a inclinação da roda para dentro em sua parte superior; e a convergência, que consiste na inclinação dos pneus levemente para o interior, para que o carro ande em linha reta sem movimentar o volante. Alguns entusiastas muitas vezes modificam o sistema de suspensão acrescentando peças compradas por fora, que alteram a forma como o veículo passa por irregularidades. Algumas alterações comuns incluem o rebaixamento parcial ou completo, endurecimento da barra estabilizadora ou diminuição das molas. Pneus de alta aderência aumentam o contato com o solo, melhorando a qualidade da direção e melhorando a agilidade.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível