Como os Staphylococcus aureus aparecem após coloração de Gram?

Escrito por robert herriman | Traduzido por ricardo torres iupi
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como os Staphylococcus aureus aparecem após coloração de Gram?
A coloração Gram é usada no mundo todo, sendo muito importante para detectar os agentes patogênicos causadores de infecções (Jupiterimages/Comstock/Getty Images)

O Staphylococcus aureus é um dos mais importantes agentes patogênicos humanos causadores de infecções superficiais ou sistêmicas. Furúnculos, impetigo, infecções de feridas e pneumonia são alguns exemplos de sua patologia. Um dos primeiros passos na identificação de S. aureus é a coloração de Gram. A coloração de Gram desses agentes é classificada como cocos gram-positivos em cachos.

Outras pessoas estão lendo

Coloração Gram

A coloração de Gram é um método de pigmentação que divide a maioria das bactérias em dois grupos: gram-positivas (azul) e gram-negativas (rosa). A lâmina corada já preparada é examinada no microscópio para determinar qual grupo a bactéria em questão pertence. A parede celular bacteriana possui uma importância prática e direta no processo de Gram.

Procedimento

O procedimento para realizar essa coloração é constituído por quatro corantes ou reagentes. O corante cristal violeta deve inundar a lâmina que contém a amostra, sendo que a célula bacteriana é preenchida com ele. O próximo é o Lugol ou Iodo de Gram, que serve para ligar o corante. Em seguida, um reagente descolorante é adicionado e, dependendo da parede da célula, ou a púrpura será retida (gram- positivas) ou perderão o corante (bactérias gram-negativas). Por fim, a safranina utilizada para gerar o contraste é adicionada, preenchendo as células gram-negativas vazias e dando-lhes a cor rosa.

Parede celular

Certas propriedades das paredes celulares bacterianas resultam em diferentes reações na coloração com a técnica de Gram. A parede celular da Staphylococcus aureus, como a maioria das bactérias gram-positivas, contém uma camada espessa de peptídeoglicano que confere à ela a capacidade de reter o corante primário roxo.

Morfologia

A morfologia celular da Staphylococcus aureus é esférica, sendo que esses tipos de bactérias são conhecidas como cocos. Com base na forma em que todas as espécies de Staphylococcus são divididas, elas podem mostrar arranjos muito distintos. Uma vez que elas se dividem em dois ou mais planos, os arranjos em tétrades e cachos são característicos.

Aparência final

Após a realização de um procedimento de Gram numa amostra que contenha bactérias Staphylococcus aureus, a lâmina corada exibirá cocos gram-positivos em tétrades e cachos, microscopicamente.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível