Mais
×

O que foi substituído pelo tear mecânico

Atualizado em 17 abril, 2017

A fiação de algodão costumava ser um evento de família. O processo levaria um longo tempo e necessitaria da colaboração de todos. Houve três invenções cruciais que mudaram a forma como o mundo olhou para o fiar. Duas das primeiras invenções, a laçadeira volante e o tear hidráulico, criaram técnicas interessantes e melhoraram produção, mas em 1779, o tear mecânico combinou os esforços desses dois produtos, mudando para sempre fiação de algodão.

Em seu auge, havia 50.000 teares mecânicos em uso (Photos.com/Photos.com/Getty Images)

Antes do tear mecânico

Fiar barbante era muito mais comum que algodão antes da invenção de produtos de fiar. O processo começava com alguém cardando as fibras, que é organizá-las em filas paralelas. Depois disso, a fibra era fiada em barbante. Em seguida, utilizando um tear, alguém transformava o barbante em tecido. Este processo era demorado e não produzia muitos produtos.

O tear hidráulico

Richard Arkwright inventou o tear hidráulico com base em uma invenção de Thomas Highs. A invenção de Arkwright adicionava a potência de uma roda de água a um tear, uma máquina que aumentava a produção de têxteis movendo uma linha de algodão por meio de um sistema de três rolos, que enrolava o algodão em rápidas sucessões. Isso fazia o algodão esticar-se enquanto reduzia sua espessura. No fim do processo, o algodão receberia uma torção que lhe daria mais força.

A laçadeira volante

Multiplicando a quantidade de trabalho que um ser humano pode fazer por oito, a laçadeira volante revolucionou a indústria do algodão na década de 1760. James Hargreaves inventou a máquina em 1764. Com o mesmo esforço que o tear hidráulico usava, o fiar reduzia o número de trabalhadores necessários. Em vez de ter oito pessoas realizando o processo clássico, a máquina faria isso em seu lugar e de uma forma mais rápida e organizada.

O tear mecânico

Samuel Crompton tomou as ideias da laçadeira volante e a estrutura do tear hidráulico e as combinou no tear mecânico. Seu nome em inglês faz referência ao cruzamento entre as duas invenções, comparando-o com o cruzamento de uma égua e um burro para o nascimento de uma mula. O efeito desta combinação resultou em uma máquina extremamente eficaz e manteve-se como a maneira mais comum de fiar algodão até 1900.

bibliography-icon icon for annotation tool Cite this Article