O que foi substituído pelo tear mecânico

Escrito por mark burridge | Traduzido por bianca amorim
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
O que foi substituído pelo tear mecânico
Em seu auge, havia 50.000 teares mecânicos em uso (Photos.com/Photos.com/Getty Images)

A fiação de algodão costumava ser um evento de família. O processo levaria um longo tempo e necessitaria da colaboração de todos. Houve três invenções cruciais que mudaram a forma como o mundo olhou para o fiar. Duas das primeiras invenções, a laçadeira volante e o tear hidráulico, criaram técnicas interessantes e melhoraram produção, mas em 1779, o tear mecânico combinou os esforços desses dois produtos, mudando para sempre fiação de algodão.

Outras pessoas estão lendo

Antes do tear mecânico

Fiar barbante era muito mais comum que algodão antes da invenção de produtos de fiar. O processo começava com alguém cardando as fibras, que é organizá-las em filas paralelas. Depois disso, a fibra era fiada em barbante. Em seguida, utilizando um tear, alguém transformava o barbante em tecido. Este processo era demorado e não produzia muitos produtos.

O tear hidráulico

Richard Arkwright inventou o tear hidráulico com base em uma invenção de Thomas Highs. A invenção de Arkwright adicionava a potência de uma roda de água a um tear, uma máquina que aumentava a produção de têxteis movendo uma linha de algodão por meio de um sistema de três rolos, que enrolava o algodão em rápidas sucessões. Isso fazia o algodão esticar-se enquanto reduzia sua espessura. No fim do processo, o algodão receberia uma torção que lhe daria mais força.

A laçadeira volante

Multiplicando a quantidade de trabalho que um ser humano pode fazer por oito, a laçadeira volante revolucionou a indústria do algodão na década de 1760. James Hargreaves inventou a máquina em 1764. Com o mesmo esforço que o tear hidráulico usava, o fiar reduzia o número de trabalhadores necessários. Em vez de ter oito pessoas realizando o processo clássico, a máquina faria isso em seu lugar e de uma forma mais rápida e organizada.

O tear mecânico

Samuel Crompton tomou as ideias da laçadeira volante e a estrutura do tear hidráulico e as combinou no tear mecânico. Seu nome em inglês faz referência ao cruzamento entre as duas invenções, comparando-o com o cruzamento de uma égua e um burro para o nascimento de uma mula. O efeito desta combinação resultou em uma máquina extremamente eficaz e manteve-se como a maneira mais comum de fiar algodão até 1900.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível