Substitutos biodegradáveis do isopor

Escrito por matt petryni | Traduzido por erick vasconcelos
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Substitutos biodegradáveis do isopor
O isopor, o material das bolinhas dentro de pacotes, é feito de plástico e não se degrada naturalmente (pink styrofoam business image by robert mobley from Fotolia.com)

A espuma de poliestireno - conhecida popularmente como "isopor" - é um material plástico usado para conter líquidos e amortecer pacotes. O poliestireno pode causar problemas se for descartado no ambiente natural, já que ele não pode ser quebrado por processos biológicos. Isso é verdadeiro para a maioria dos produtos plásticos, mas é mais problemático no caso do poliestireno porque muitas lixeiras para recicláveis não os aceitam. Recentemente, tem havido um esforço para desenvolver alternativas mais ambientalmente sensíveis ao poliestireno para limitar o impacto ambiental de pacotes (veja a referência 1).

Outras pessoas estão lendo

Papel

Uma alternativa ao poliestireno que é frequentemente esquecida é o papel. O papel é biodegradável e facilmente reciclável - é feito da celulose de árvores, então é, normalmente, bastante natural. Há alguns fatores a se considerar quando usando o papel como alternativa ao poliestireno em pacotes. Embora muitos produtos de papel sejam recicláveis, nem todos são biodegradáveis (veja a referência 2). Isso ocorre porque alguns produtos de papel são misturados com plásticos e outros químicos durante a produção e só podem ser processados por recicladores para serem restaurados a seus componentes naturais. A maior parte dos papéis artísticos, placas de papel e papelão usados em pacotes são biodegradáveis dadas as condições certas (veja a referência 3).

Substitutos biodegradáveis do isopor
Papel é feito de árvores e é frequentemente biodegradável (lumber processing 5 image by Jim Parkin from Fotolia.com)

Bioplástico e plástico biodegradável

Uma alternativa biodegradável a embalagens com poliestireno é o plástico biodegradável, um tipo de polímero feito de plantas como o milho. É importante saber distinguir entre o plástico biodegradável - que se quebra em elementos naturais sob a maioria das condições naturais - e o bioplástico, que é feito de materiais naturais que podem ou não ser biodegradáveis. Na maioria dos casos, bioplásticos são uma alternativa com impacto ambiental menor que o poliestireno. Mas estar certo dos requerimentos específicos do plástico é importante. Muitos precisam de condições de compostagem específicas para biodegradar e não podem simplesmente ser jogados fora para se deteriorar da mesma forma que a matéria de uma planta (veja a referência 4).

Substitutos biodegradáveis do isopor
Muitos bioplásticos são feitos de milho e são biodegradáveis, sob as condições certas (corn-cobs image by Maria Brzostowska from Fotolia.com)

Fibras naturais

Em alguns casos, produtos de poliestireno podem ser substituídos por pano e fibras naturais, como algodão, lã e cânhamo. Isso pode ser mais caro, mas todos esses produtos são feitos de fibra natural animal ou vegetal, tornando-os biodegradáveis. Fibras naturais como algodão e lã são frequentemente reutilizáveis. Como o poliestireno, elas também ajudam a manter o calor. Matéria vegetal do algodão e do trigo pode também usada para produzir painéis de isolamento, que convencionalmente são feitos de poliestireno (veja a referência 5).

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível