Técnica de bloqueio do nervo pudendo

Escrito por maria richmond | Traduzido por felipe vargas
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • E-mail

Os nervos pudendo são o maior feixe de nervos do corpo humano. Decorrem da base da coluna vertebral ao ponto sacral. Passam por fora da cavidade pélvica, e em seguida, dividem-se em três ramos: o nervo retal, o nervo perineal e o nervo dorsal, que termina no pênis de um homem ou no clitóris de uma mulher. Danos no nervo pudendo podem acontecer devido a lesões, traumas ou complicações durante uma cirurgia. Há maneiras de tratar a dor do nervo pudendo, a mais comum é o bloqueio do mesmo.

Outras pessoas estão lendo

Fundamentos

Um bloqueio de nervo pode ser realizado para eliminar a dor, o que fará do nervo mais funcional. O nervo é primeiramente anestesiado com um medicamento entorpecente líquido injetado no local. Se a neuralgia do nervo pudendo, ou inflamação do nervo, é esperada, um bloqueio do nervo pudendo guiado por imagens é muito importante para o tratamento. Se o medicamento entorpecente funcionar, isso dará ao seu médico uma ideia se os sintomas podem ser eliminados pelo próprio entorpecente. O seu médico, em seguida, usará um esteroide para reduzir a inflamação, bem como heparina, que reduzirá qualquer tecido cicatricial.

Procedimento

Durante o procedimento, será solicitado a você que deite em posição fetal. O seu médico usará uma pequena agulha para injetar anestésicos para adormecer suas nádegas antes de usar uma agulha maior para atingir o nervo pudendo. Ele então localizará o nervo e injetará ou um anestésico local ou um esteroide de ação contínua e heparina, o que ajudará a quebrar qualquer tecido cicatricial. O procedimento dura cerca de meia hora e é um procedimento ambulatorial.

Resultados

Se o procedimento tiver ocorrido bem, você terá um alivio da dor, o que é considerado um bom sinal, então será assumido que o organismo respondeu bem ao bloqueio do nervo e seu médico chegará à conclusão de que a sua dor está relacionada ao nervo pudendo. No entanto, se não conseguir bons resultados, há duas razões possíveis. Uma delas é que a fonte de sua dor não é o nervo pudendo. A segunda é que o seu médico não chegou perto o suficiente do nervo pudendo para obter um resultado positivo. Caso seja a segunda opção, ele precisará repetir o tratamento.

Não há nenhuma maneira de saber em quanto tempo você terá alívio da sua dor com o bloqueio do nervo, já que todos são diferentes e cada caso é um caso.

Riscos

Tal como acontece com a maioria dos procedimentos médicos, há riscos envolvidos com um bloqueio do nervo pudendo, já que existem medicamentos envolvidos, há sempre o risco de reação à medicação. Há também os riscos envolvidos com a injeção. Alguns envolvem geração de hematomas, que é uma coagulação sanguínea fora dos vasos, reação tóxica, que é uma reação alérgica aos medicamentos, ou trauma no nervo ciático e perfuração do reto.

Há casos em que os procedimentos acabaram piorando a dor. Este sintoma deve ser temporário, não durando mais do que umas duas semanas. Apenas em alguns casos bloqueios nervosos são responsáveis por causar agravamento da dor ou até mesmo torná-la permanente. Isto pode acontecer caso o nervo seja "atingido" pela agulha; também pode ser uma possível reação à medicação, ou formação de tecido cicatricial.

Converse com seu médico antes de fazer um bloqueio do nervo pudendo e faça-o explicar todos os riscos e os benefícios para que você possa tomar uma decisão informada sobre o seu tratamento.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível