Tempero de cúrcuma para tratamento do diabetes

Escrito por angie rayfield | Traduzido por lucas de barros
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Tempero de cúrcuma para tratamento do diabetes
Será que os diabéticos poderão substituir as seringas pelas prateleiras de temperos? (Image by Flickr.com, courtesy of Nathan Forget)

Pesquisas médicas recentes, em busca de novos tratamentos para a diabetes, estão visando a cúrcuma — ou açafrão-da-terra. É muito cedo para saber o quão útil poderia ser um aumento de açafrão na dieta, mas as pesquisas são promissoras quanto à terapias complementares.

Outras pessoas estão lendo

O que é a cúrcuma?

A cúrcuma, também chamada de açafrão-da-terra, vem de uma planta pertencente à família das Zingiberaceae, parente do gengibre. O componente químico ativo é a curcumina. Como um tempero, é geralmente usada em pratos salgados e dá à comida uma cor amarela-dourada. Ela tem sido utilizada na medicina ayurvédica (desenvolvida na Índia) há séculos.

Pesquisas sobre a diabetes

Os pesquisadores do Naomi Berrie Diabetes Center, pertencente ao Centro Médico da Universidade de Columbia, nos EUA, descobriram que os ratos tratados com açafrão tiveram melhor tolerância à glicose e à insulina e melhores níveis de glicose no sangue.

Efeito anti-inflamatório

As pesquisas anteriores nesse mesmo centro mostraram que as células do sistema imunológico, chamadas macrófagos, foram encontradas no tecido adiposo. Essas células produzem moléculas de citocinas que causam a inflamação do pâncreas e aumentam a resistência à insulina. Os investigadores acreditam que a curcumina suprime os macrófagos, diminuindo a resposta inflamatória.

Outros fins

A cúrcuma tem sido muito utilizada na medicina popular para aliviar a inflamação, curar feridas e tratar a dor. Ela tem sido associada à uma diminuição pequena, mas significativa, no peso corporal e no teor de gordura, mesmo quando o consumo de calorias não é cortado.

Precauções

A cúrcuma é geralmente considerada segura. Não há toxicidades conhecidas com doses de até 12 gramas por dia, embora ela possa causar indigestão em doses elevadas. Alguns problemas de fígado têm sido observados em animais que receberam doses elevadas, mas não foram relatados casos em seres humanos. As pessoas com problemas de vesícula devem evitar o açafrão, pois ele pode agravar os sintomas.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível