Mais
×

Como o termômetro de vidro para febre é feito?

Atualizado em 23 março, 2017
Não se pode creditar um único inventor pela criação dos termômetros que usamos hoje (Thinkstock Images/Comstock/Getty Images)

História

Não se pode creditar um único inventor pela criação dos termômetros que usamos hoje. Como muitas outras principais invenções, o termômetro foi considerado um desenvolvimento, ao invés de uma invenção. O nome "termômetro" vem do grego, em que "termo" significa calor e "metro", medida. O tipo de vidro de termômetro usado atualmente na área médica foi criado em 1886 por Sir Thomas Clifford Allbutt. No entanto, alguns dos primeiros traços geradores dos termômetros remontam ao século XI.

Termômetros médicos

Os termômetros médicos (ou termômetros clínicos) são mais comumente conhecidos como termômetros caseiros. Estes eram usados para medir a temperatura do corpo humano, via oral ou retal. O termômetro tradicional contém um bulbo com mercúrio no final do tubo de vidro. Quanto mais alta a temperatura corporal, mais força terá a expansão, levando o mercúrio a subir mais no termômetro. O mercúrio não retornará para o bulbo original até que o termômetro seja chacoalhado várias vezes, fazendo-o assentar.

Os termômetros de hoje

Devido aos perigos do mercúrio encontrado nos termômetros, muitas pessoas preferem os termômetros eletrônicos em oposição aos tradicionais. Os fabricantes também têm começado a substituir o mercúrio por outros líquidos sensíveis ao calor. Se você está procurando por um termômetro e quer usar um termômetro de vidro ao invés de um digital, é importante checar a embalagem, para assegurar-se de que está comprando um produto sem mercúrio. Mesmo sendo muito raros, os termômetros à base de mercúrio ainda existem.

Cite this Article A tool to create a citation to reference this article Cite this Article