on-load-remove-class="default-font">
×
Loading ...

Como transformar ideias criativas em negócios

Você já ouviu falar em economia criativa? Como o nome já diz, economia criativa trabalha com a criatividade transformada em negócio. Ela representa todos os produtos e serviços relacionados ao conhecimento e à capacidade intelectual. Todos os dias temos muitas boas ideias. Elas veem de lugares que menos imaginamos e em horários inesperados. É possível que essas ideias sejam transformadas em negócio, basta uma dose de empreendedorismo e iniciativa. Imagine trabalhar no que amamos, com inovação e criatividade, atuar no ramo que se ama e ganhar dinheiro? Além disso, ter o seu próprio negócio, a partir de uma ideia sua.

Instruções

Já pensou em transformar a sua boa ideia em trabalho e ganhar dinheiro com ela? (Michael Blann/Digital Vision/Getty Images)
  1. Inspire-se diariamente. Ouça música, descubra novos sites na internet, vá a lugares que nunca foi, conheça e converse com pessoas novas, olhe novos programas de televisão, filmes e seriados. Os sites www.programadavinci.com.br e www.hypeness.com.br são bons exemplos de conteúdo inspirador, com histórias de solidariedade, criatividade, empreendedorismo e trabalho em equipe. O filme "A Procura da Felicidade" também é perfeito para a inspiração. Com Will Smith, ele conta a história de um pai que perde o emprego, a casa e a esposa e quando se vê na pior, acaba se reerguendo com estudo, bom humor, pensamento positivo e uma boa dose de cara de pau.

    Loading...
  2. Uma viagem também pode ser transformadora. É essencial poder sair do lugar comum, mesmo que seja na nossa cidade. Se não puder viajar, tente passar por um caminho diferente na volta para casa, ir a um museu que nunca foi, descobrir a biblioteca pública e as peças teatrais gratuitas. Afinal, fazer coisas novas e inspiradoras todos os dias é ótimo para exercitar nosso poder de imaginação, criatividade e nos dá boas doses diárias de inspiração sempre.

  3. Leia muito e mantenha-se informado. A leitura enriquece nosso vocabulário, ajuda a nos manter atentos aos acontecimentos e possibilita a nossa capacitação para o mercado de trabalho e, nesse caso, para gerir uma empresa. Para sua ideia sair do papel e virar um negócio, é importante que você se mantenha atualizado sobre as áreas de gestão, marketing, pessoas e até mesmo da parte burocrática do seu negócio. Vale revistas, livros, jornais locais ou até mesmo de sindicatos, entidades e do metrô.

  4. O que vale mesmo é variar as leituras e conteúdos. O livro "28 Mentes que Mudaram o Mundo" conta a história de como grandes empresários criaram seus negócios, como Oprah Winfrey, Steve Jobs e Bill Gates. Outra leitura interessante é a obra "O Livro Negro do Empreendedor", que mostra o motivo dos fracassos e o que devemos fazer para evitá-los. Se você gosta de uma boa revista, a Você S/A é uma oferece bons conteúdos, que tratam de carreira, pessoas, empreendedorismo e conta cases de sucesso de empresários e negócios.

  5. Tenha um propósito. Para que a sua ideia criativa saia do papel e se transforme em um negócio lucrativo, é importante ter um propósito definido. É preciso estudar a viabilidade da sua ideia, se ela é necessária para o mercado e se possui viabilidade financeira. O lucro é apenas uma consequência de todo o processo. Há diversas etapas a serem vencidas antes de começar a ganhar dinheiro de verdade com a sua ideia. O primeiro passo para definir esse propósito é o planejamento.

  6. Na prática, você deve colocar suas ideias no papel, orçamento disponível, o que você irá precisar de estrutura física, material, pessoas, possíveis parceiros e clientes. A partir dessas informações, é preciso traçar um plano de negócio e metas a curto e longo prazo. Se for preciso, vale procurar entidades que ajudam o quem quer ter o seu negócio, como o Sebrae ou conselhos de empreendedorismo ligados à prefeitura da sua cidade.

  7. Reúna amigos e, quem sabe, futuros sócios. Já ouviu o ditado: "duas cabeças pensam melhor que uma"? A máxima é válida para se reunirem e pensarem juntos em uma solução para a sua ideia. Esses mesmos amigos podem se tornar clientes, divulgadores do seu negócios e, também, sócios. Convide os conhecidos que você mais se identifica profissionalmente e que trabalhem em áreas de acordo com o seu negócio para um "brainstorm" (chuva de ideias). Coloquem tudo que pensarem em um painel – vale as ideias mais loucas – e vá selecionando as que acharem mais pertinente.

  8. Após isso, delegue funções e os separe em setores, onde cada um ficará responsável por certas tarefas e executá-las em determinado prazo. Não esqueça da burocracia que uma sociedade de verdade implica e se informe na prefeitura da sua cidade, com advogados e com pessoas que já estão nessa condição de como função a formalização do seu negócios e seus sócios.

Loading...

Referências

Loading ...
Loading ...