Tratamento para câncer de pulmão canino

Escrito por bethney foster | Traduzido por daniel ranieri negri
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Tratamento para câncer de pulmão canino
Identificar os sintomas logo cedo poderá salvar a vida do seu cão (Bethney Foster)

O câncer que começa nos pulmões de um cão, conhecido como câncer de pulmão primário, é incomum. Câncer de pulmão secundário, ou câncer de pulmão que se espalha ou realiza metástase de outra parte do corpo de um cão, é mais comum - embora ainda relativamente raro. A maioria dos cães diagnosticados com câncer de pulmão são mais velhos, com uma idade média de diagnóstico de 11 anos. Ele é mais frequentemente diagnosticado em cães de médio a grande porte.

Outras pessoas estão lendo

Sintomas

Nos estágios iniciais, o câncer de pulmão canino mostra alguns sintomas. No entanto, com o progresso da doença, muitos cães começam a tossir. A tosse que não vai embora em algumas semanas ou meses, é um dos sintomas mais comuns que os donos de cães com câncer de pulmão relatam para seus veterinários. Um em cada quatro cães desenvolve algum tipo de andar manco. O peito do cão pode tornar-se ampliado devido aos gânglios linfáticos incharem com a progressão do câncer. O cão também começa a respirar pesadamente e arfa com mais frequência. À medida que a doença progride, o cão perde o apetite e começa a perder peso.

Diagnóstico

Se o seu veterinário suspeita que seu cão tenha câncer de pulmão, o médico provavelmente começará com um histórico completo de seu cão e um exame físico, seguido de um hemograma, perfil bioquímico, exame de urina, radiografia de tórax, e os raios-X ou ultrassom. Se o veterinário achar que os gânglios linfáticos do seu cão estão inchados ou que há outros indícios que apontam para o câncer de pulmão, o médico irá provavelmente fazer uma biópsia.

Biópsia

Existem diferentes procedimentos que um veterinário pode usar para fazer uma biópsia dos pulmões do seu cão. O método mais comum é fazer uma biópsia com uma toracotomia exploradora. Com este procedimento, o veterinário abre a cavidade torácica do seu cão na cirurgia. O tumor é provavelmente completamente removido neste momento, e o veterinário o utilizará para determinar se é canceroso. Outro método utilizado para a obtenção da biópsia é a toracoscopia, que é realizado através de uma pequena incisão no peito. Um tubo longo ou extensão com uma câmera é inserido para permitir que o veterinário visualize os pulmões do seu cão. O médico também pode fazer uma biópsia utilizando este método.

Tratamento

O tratamento para câncer de pulmão canino inclui duas opções principais, com a determinação de qual usar dependendo de onde o câncer está no corpo do seu cão. Se o cancro for apenas em uma área, o tratamento primário é a cirurgia. Se o câncer se espalhou para outras áreas do corpo do seu animal de estimação, o veterinário provavelmente recomendará a quimioterapia ou radioterapia. Alguns veterinários também podem recomendar que você forneça ao seu cão um suplemento dietético natural para estimular o sistema imunológico durante o tratamento do câncer. Este tratamento de suporte é usada para pacientes humanos com câncer. No entanto, você deve verificar com o veterinário antes de adicionar qualquer suplemento ao tratamento dele.

Controle da dor

Seu veterinário pode também recomendar que você forneça ao seu cão uma terapia de tratamento à dor durante os tratamentos de câncer. Se o seu animal de estimação não estiver exibindo sinais de dor, o carprofeno e etodolaco - analgésicos comuns para os cães - serão provavelmente prescritos. Se o seu cão tem câncer mais avançado e está visivelmente com dores, o veterinário poderá recomendar narcóticos como a morfina ou fentanil.

Prognóstico

O câncer de pulmão canino mostra pouco sintomas em seus estágios iniciais, e a doença raramente é diagnosticada no começo. Devido a isso, poucos cães sobrevivem à doença. O prognóstico depende do quão cedo o tratamento do câncer é iniciado e se o câncer se espalhou para outras partes do corpo do seu cão. As taxas de sobrevivência variam de meses a anos.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível