Tratamento tópico com tetraciclina para rosácea

Escrito por marni wolfe | Traduzido por kelly isayama
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Tratamento tópico com tetraciclina para rosácea
Alguns tipos de rosácea são tratadas com um creme tópico contendo tetraciclina (applying cream #9 image by Adam Borkowski from Fotolia.com)

A rosácea é uma doença dermatológica crônica, que gera caroços e vermelhidão no rosto, com episódios mais raros nos olhos e na pele dos membros superiores. Embora a rosácea não seja perigosa e não apresente riscos sérios à saúde, ela pode ter um impacto negativo na autoestima da pessoa, já que ela altera a aparência. A causa da rosácea é desconhecida e não há cura. Contudo, ela pode ser controlada com uma série de tratamentos diferentes, incluindo aplicações tópicas do antibiótico tetraciclina, de acordo com a Sociedade Nacional da Rosácea dos EUA.

Frequência

Há uma estimativa de que 16 milhões de pessoas nos Estados Unidos possuem rosácea, sendo que apenas algumas recebem tratamento e a maioria delas nem sabe que possui a doença, de acordo com a Sociedade Nacional da Rosácea dos EUA. Ela é tipicamente diagnosticada em adultos entre os 30 e 60 anos, afeta mais mulheres que homens e é mais prevalente em pessoas com peles mais claras, embora esse problema possa se desenvolver em qualquer tonalidade dermatológica.

Sintomas

A Sociedade Nacional da Rosácea dos EUA lista quatro subtipos diferentes da doença, classificados de acordo com seus sintomas. O subtipo um é caracterizado por uma vermelhidão facial persistente, às vezes acompanhada pela visibilidade de vasos sanguíneos no local. O subtipo dois é reconhecido pela vermelhidão acompanhada de caroços e espinhas. O subtipo três é distinguido pelo engrossamento da pele, às vezes causando um aumento bulboso do nariz, enquanto o subtipo quatro envolve sintomas no olhos, incluindo ressecamento, pálpebras inchadas, coceira, lacrimejamento e queimação.

Tetraciclina

A tetraciclina é um antibiótico de amplo espectro usado para tratar uma série de doenças, incluindo infecções no trato respiratório e urinário, bem como a acne. Embora a rosácea não seja um infecção bacteriana, a tetraciclina geralmente é prescrita para ser administrada tanto oralmente como em cremes. Embora não se saiba completamente o que a doença é ou o que faz com que esse antibiótico seja eficaz, acredita-se que esse fármaco tenha propriedades anti-inflamatórias, de acordo com o MedicineNet.

Efeitos colaterais

O MedicineNet afirma que a tetraciclina é geralmente bem tolerada, citando seu efeito colateral mais comum como diarreia, náuseas, vômitos, dores abdominais, tontura e dor de cabeça. Pacientes usando tetraciclina geralmente têm fotossensibilidade, o que significa que insolações ocorrem com mais facilidade. Assim, pacientes recebem a recomendação de usar protetor solar e limitar a exposição à radiação do sol.

Outros tratamentos

Dermatologistas determinarão o tratamento baseando-os no subtipo de rosácea que o paciente tem. Para os subtipos um e dois, antibióticos tópicos ou orais geralmente são prescritos, incluindo o metronidazol, minociclina, eritromicina, doxiciclina e tetraciclina. Quando for apropriado, o tratamento a laser também pode ser usado para suavizar a aparência de vasos sanguíneos e reduzir os sinais de vermelhidão. Se o engrossamento da pele for prominente, em um paciente com o subtipo três, a remoção cirúrgica do excesso da pele é uma opção. Para o subtipo quatro, no qual o olho está envolvido, o tratamento com antibióticos também é indicado. Para todos os subtipos, a Sociedade Nacional da Rosácea dos EUA recomenda uma rotina de cuidado com a pele, envolvendo a limpeza com um produto suave, enxágue com água morna e secagem com cuidado da pele.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível