Como tratar ataques de pânico caninos?

Escrito por jillian downer | Traduzido por karina moraes kurtz
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como tratar ataques de pânico caninos?
Comportamento de um cão com ataque de pânico. (http://www.yuppipuppi.blogspot.com)

Os ataques de pânico são comuns em cães e, enquanto a maioria são tratáveis ​​com remédios em casa e um pouco de atenção extra, o problema com a ansiedade em caninos é que nem sempre ela é facilmente reconhecível. Um cão vai mostrar o pânico de muitas maneiras diferentes, desde lamber excessivamente e cavar até comportamentos mais óbvios, como latidos e agressividade. Enquanto alguns cães podem tornar-se violentos quando se sentem ansiosos, outros simplesmente crescerão com medo - que é a lei de luta ou fuga. Não importa, porém, a aparência externa de um ataque de pânico, pois ele é um problema sério e deve ser tratado com cuidado e cautela. Veja como tratar a ansiedade de seu cão.

Nível de dificuldade:
Fácil

Outras pessoas estão lendo

O que você precisa?

  • Agrados para cães (comidas em pacotes, como bifes, ossinhos, etc).

Lista completaMinimizar

Instruções

    Sem título

  1. 1

    Consulte o veterinário. Alguns ataques de pânico são causados ​​por uma lesão ou uma doença desconhecida. Dor e sofrimento, como nos seres humanos, pode levar à depressão. Um cão vai expressar a sua dor para você da única maneira que ele pode, na maioria das vezes, isso é por meio de ansiedade e ataques de pânico. O veterinário pode identificar o problema e ver se isso tem a ver com a saúde física do seu animal.

  2. 2

    Mostre seu carinho ao seu cão. Os cães são animais leais e amorosos e não demora muito para mostrar a eles que você os adora. Se o seu cão está sofrendo de ansiedade severa, não se esqueça de dar-lhe mais atenção e carinho. Agende pelo menos 6 horas, por semana, de tempo de qualidade para seu cão. Reserve algumas horas para ir ao parque ou fazer uma caminhada ou apenas para brincar com ele em casa. Faça o que fizer, faça-o apenas por você e seu cão.

  3. 3

    Reavalie a maneira de você punir e recompensar. Embora seja importante punir seu cão por mau comportamento e gratificá-lo quando fizer a coisa certa, muitas pessoas são muito severas quando se trata de punição e agradam pouco quando se trata de recompensas. O principal objetivo de um cão na vida é agradar seu dono e se ele acredita que está falhando, isso causará medo e ansiedade. Um simples "Não" é quase sempre suficiente quando um cão tem se comportado mal. Nunca bater, gritar ou usar objetos como vassouras ou jornais para instilar o medo em seu animal. Certifique-se de que, mesmo quando ele faz algo errado, você ainda mostre o seu amor por ele.

  4. 4

    Tratar a ansiedade da separação. Muitos cães sofrem de ataques de pânico quando são deixados sozinhos. Isso é muitas vezes um comportamento aprendido que decorre de companhia constante. Se o seu cão é acostumado com sua companhia constantemente e isso muda de repente, ele provavelmente vai se sentir ansioso. Aos poucos, treine-o para ficar sozinho lentamente construindo o tempo que você estiver ausente. Intervalos curtos a partir de 30 minutos vai ajudar a levá-lo para um ritmo que ele irá se acostumar.

  5. 5

    Lidando com a perda de um outro animal de estimação em casa. Os cães, como seres humanos, vão sentir a dor e a tristeza de uma perda na família. Se um outro animal em sua casa morreu, você provavelmente vai ver o seu cão agindo deprimido por alguns dias. Apesar de que um período de luto seja comum e normal, você deve estar atento ao tempo de recuperação. Seja extra-atencioso e carinhoso durante esse período, para tranquilizá-lo de que você não irá sumir também.

  6. 6

    Introduza cuidadosamente um novo cão para a família. Os cães são muito territoriais e uma nova adição vai ser como uma ameaça ao seu ambiente. Se ele se sentir como se estivesse sendo abandonado ou substituído, vai ficar ansioso. Não deixe de dedicar tempo igual para ambos os animais. Apresente-os um ao outro lentamente e permita que eles brinquem juntos para a construção de uma relação independente da sua família. No entanto, não tente forçar uma conexão entre eles.

Dicas & Advertências

  • Ignore táticas desesperadas de busca de atenção. Muitos cães vão latir e choramingar como uma maneira de obter a sua atenção. Se você lhes der atenção, eles vão aprender que esse comportamento funciona e vão persistir nele.
  • Sinais de pânico ou ansiedade em um cão incluem latidos excessivos e/ou lamentação (como choros, uivos), lamber excessivamente a pele, até que comece a criar uma irritação ou até deixá-la careca (sem pelos), urinar em lugares inaceitáveis​​, perda de apetite, cavar, agressão, fugir, vômitos e sono excessivo.
  • Procure sinais de lesão ou dor. Uma doença ou lesão pode fazer seu cão agir de forma ansiosa.
  • Não espie ou surpreenda um cão ansioso. Os cães que sofrem de ataques de pânico são muito nervosos, então só se aproxime deles depois que tiver certeza que eles o viram.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível