Com o que uma úlcera no pé se parece?

Escrito por contributing writer | Traduzido por lara scheffer
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Com o que uma úlcera no pé se parece?
A úlcera no pé pode causar gangrena (http://images.google.com/imgres?imgurl=http://myhealth.ucsd.edu/library/healthguide/en-us/images/media/medical/hw/h9991432_001.jpg&imgrefurl;=http://myhealth.ucsd.edu/library/healthguide/en-us/support/topic.asp%3Fhwid%3Dzm6346&usg;=__n8m2ZhfbTfTN37TLamBzlyuZds4=&h;=300&w;=460&sz;=15&hl;=en&start;=2&um;=1&tbnid;=MaP0ECpZsJBeeM:&tbnh;=83&tbnw;=128&prev;=/images%3Fq%3Dfoot%2Bulcer%26hl%3Den%26sa%3DN%26um%3D1)

Uma úlcera nos pés é uma ferida aberta na região do pé, calcanhar ou até mesmo entre os dedos. Ela nem sempre é uma condição dolorosa — às vezes, a pessoa só sente uma queimação, coceira ou sensação apertada no local do ferimento. No entanto, sem tratamento, a úlcera pode levar a abscessos e gangrena. Algumas levam até à amputação.

Outras pessoas estão lendo

Tipos

Existem três tipos de úlceras nos pés: úlceras de estase venosa, que são as mais comuns, e as arteriais e neurotróficas, que são causadas pela diabete. Segundo a Cleveland Clinic, cerca de 90% das úlceras são de estase venosa. As arteriais são tipicamente as mais doloridas.

Identificação

Cada tipo de úlcera é um pouco diferente. As de estase venosas são geralmente encontradas em volta do tornozelo, podem ser vermelhas, com uma forma assimétrica e podem conter líquidos. A pele em volta dela pode ficar quente, segundo a Cleveland Clinic. As úlceras arteriais ocorrem no pé ou até nos dedos e podem não sangrar. Já as neurotróficas aparecem na planta do pé, podem ser rosadas ou até pretas, dependendo da condição. Surpreendentemente, algumas pessoas com úlceras neurotróficas podem nem mesmo perceber que têm uma, o que as torna ainda mais perigosas, porque podem infeccionar antes de se começar qualquer tratamento.

Causas

Existem muitas causas para as úlceras nos pés. A diabete é a maior culpada por trás do desenvolvimento dessa condição. Pacientes com má circulação na parte inferior do corpo também correm um risco maior. Existem outras afecções que podem causar as úlceras, incluindo insuficiência renal e doenças inflamatórias. A genética também possui um papel no desenvolvimento dessas feridas. O Dr. Jefferey Johnson afirma que cerca de 15% das pessoas com diabetes irão, em algum momento, desenvolver uma úlcera nos pés.

Tratamento

Uma úlcera no pé é difícil de cicatrizar. Antibióticos podem ser receitados ao paciente se houver uma infecção, o que frequentemente é o caso. A pele no local e nas áreas circundantes pode ser removida em um processo chamado "desbridamento". Em alguns casos extremos, o pé ou o dedo podem precisar ser amputados e o paciente recebe, então, uma prótese. É muito importante seguir todas as instruções do médico no tratamento de uma úlcera no pé, para que ela cicatrize rápida e totalmente, sem infecções.

Prevenção

A prevenção das úlceras no pé envolve perder peso, se o paciente possuir qualquer possibilidade de ter diabetes. O tabagismo também aumenta o risco de diabetes e, por isso, o risco das úlceras, então abandonar o hábito também é uma medida preventiva. Se a diabetes já foi diagnosticada, certificar-se de manter uma boa higiene dos pés é importante, assim como usar os sapatos adequados com o apoio correto.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível